Universo PROTESTE:
Notícia

Bebês-conforto: proteção é incompleta

11 outubro 2010

Todos os produtos, agora exigidos por lei nos carros, deixam criança bater com a cabeça na porta em colisões laterais.

Os bebês-confortos, voltados para crianças com até 13 kg, protegem bem em caso de colisões frontais, mas não tão adequadamente no caso de choques laterais. Elas permitem, em alguns casos, que a criança bata a cabeça na porta do carro. Essa é a principal conclusão de nosso teste com sete desses produtos de segurança, que se tornou item obrigatório para quem transporta crianças.

Bebês-conforto com e sem base da Burigotto permitem criança bater a cabeça na porta
Bebês-conforto com e sem base da Burigotto permitem criança bater a cabeça na porta

O teste de impacto lateral mostrou que a criança bateria fortemente com a cabeça na porta do carro se usasse o modelo da Burigotto com ou sem base. Por isso, esse modelo foi eliminado do teste. O bebê também machucaria a cabeça nos produtos Infantil e Galzerano Piccolino. Os demais produtos tiveram avaliação apenas aceitável.

Para o impacto frontal, todos os produtos se saíram bem. Isso pode ser explicado pelo fato de que o programa de certificação dos bebês-conforto exige esse tipo de teste. Por outro lado, sem a obrigatoriedade do teste de impacto lateral, os fabricantes não dão a mesma atenção para esse tipo de colisão.

Não é o fato de um critério não ser previsto em uma norma ou um regulamento que dispensa o fabricante de considerá-lo durante a fabricação do produto. Por isso, para que as cadeirinhas sejam realmente seguras, entendemos que elas precisam proteger a criança também no caso de uma batida lateral.

Mas, mesmo que você tenha um dos produtos eliminados, é importante continuar a utilizá-los até poder trocar. Seria mais perigoso ainda para um bebê não usar nenhum bebê-conforto.

Dicas de compras

Você deve ficar atento às diferenças entre as cadeirinhas de criança para adquirir a sua. Além dos bebês-conforto, existem mais dois modelos:

Poltronas reversíveis – são cadeirinhas projetadas para carregar desde recém-nascidos até crianças de cerca de 16 kg ou mais.  Elas têm cintos de segurança de cinco pontos, mas também existem modelos que se transformam em boosters para que a criança use o próprio cinto do carro

Poltronas para o ajuste do cinto do carro (boosters) – são poltronas ou "banquinhos" que servem para a criança ficar mais alta e usar o cinto do carro. Os produtos com encosto posicionam melhor a parte superior do cinto. Só pode ser usado com crianças a partir de 4 anos.


É associado?  Entre Cadastre-se