Especial

Perigo no abuso de aditivos alimentares

03 agosto 2009

03 agosto 2009

Alimentos com essas substâncias devem ser evitados por crianças, pois estão relacionadas a casos de câncer, hiperatividade e alergias.

Perigo no abuso de aditivos alimentares

 Evite os riscos dos aditivos alimentares

Os alimentos industrializados estão abusando da quantidade de aditivos, o que pode provocar inúmeros problemas de saúde – principalmente em crianças. A PROTESTE fez essa constatação ao longo de seus testes comparativos com alimentos e percebeu a necessidade de alertar a sociedade.

Os aditivos para alimentos são substâncias não-nutritivas que melhoram a aparência, sabor, textura e o tempo de armazenamento de alimentos. Entre os males relacionados ao excesso de consumo, estão alergia, hiperatividade e câncer.

Confira agora o material especial que preparamos sobre os aditivos para alimentos e saiba o que você está consumindo quando ingere um produto industrializado. Imprima ainda um guia de aditivos para ajudar nas suas compras de supermercado.

Frase de alerta para produtos com aditivos

Como o uso abusivo dos aditivos é perigoso, especialmente para crianças, a PROTESTE reivindica que a mensagem “o consumo pode acarretar efeitos adversos na atenção e concentração da criança” seja incluída em produtos que contenham os seguintes aditivos:

  • Amarelo crepúsculo
  • Amarelo quinoleína
  • Carmosina (azorrubina)
  • Vermelho allura (vermelho 4)
  • Tartrazina
  • Ponceau 4 R
  • Benzoato de sódio

As normas acima vale, por exemplo, em países europeus. Lá, os fabricantes já estão alterando seus produtos para evitarem a inclusão da frase de advertência. No Brasil, entretanto, esses aditivos ainda são amplamente utilizados, inclusive em produtos específicos para crianças.

Quanto mais industrializado o produto, mais aditivos químicos ele terá. Por isso, o ideal é que você prepare os produtos frescos em casa. Como isso nem sempre é possível, veja nossas dicas para diminuir o consumo de aditivos:

  • Leia o rótulo e escolha os produtos com menos aditivos. Esta informação está na lista de ingredientes, que é apresentada em ordem decrescente de concentração no produto.
  • Prefira alimentos simples, menos industrializados e procure prepará-los em vez de utilizar produtos produzidos industrialmente.
  • Consuma embutidos com moderação e esporadicamente.
  • Não coma alimentos fortemente aromatizados e reaprenda a apreciar o sabor dos alimentos simples.
  • Evite produtos com cores muito vivas, que revelam a presença de corantes.
  • Não abuse dos edulcorantes (adoçantes).
  • Leve nossa lista de aditivos às compras para saber quais os principais aditivos que devem ser evitados e quais podem causar reações alérgicas.

Imprimir Enviar a um amigo