Notícia

Chocolate pode conter pedacinhos de barata?

15 setembro 2015

15 setembro 2015

É viciado em chocolate? Confira a opinião da PROTESTE sobre este assunto que está dando o que falar na Internet e descubra se existe ou não resquícios de barata no chocolate que você come.

Circulam boatos na Internet sobre a possibilidade de conter resíduos de baratas no chocolate. Mas será que essa notícia, não muito agradável, é verdadeira? Para desvendar este mistério a PROTESTE pesquisou a legislação sobre o assunto para deixar você informado sobre o que está consumindo com tanto prazer.  


Segundo a legislação do ano 2000 do FDA (Food and Drugs Administration), órgão americano que faz o controle de alimentos e remédios, é permitido encontrar até 60 fragmentos de insetos, não apenas baratas, em 100 gramas de chocolate.


Já a legislação brasileira da ANVISA de 2011 permite apenas 10 fragmentos de insetos não indicativos de risco por 100 gramas de chocolate. Vale lembrar que a legislação do FDA é antiga e já deveria ter sido revisada.


O fato é que não é possível fazer este tipo de controle durante a produção do chocolate. Por mais que as empresas possam eliminar facilmente insetos inteiros ou pedaços grandes, não existem meios de identificar fragmentos microscópios.


Dessa forma, as empresas devem assegurar as boas práticas de fabricação, higiene e segurança para evitar esse tipo de contaminação. 


Pois é praticamente impossível comer qualquer tipo de alimento, como queijos, biscoitos ou macarrão sem engolir partes de insetos, por melhor que sejam as condições de higiene de sua produção.


A preocupação dos consumidores com esta notícia ocorre por que muitos insetos podem transmitir doenças. Porém, não é preciso de alarde, já que estes pequenos pedaços de insetos são processados termicamente junto com o alimento, diminuindo sua carga microbiana até um nível seguro para o consumo. O que não pode ocorrer é a contaminação por insetos após esse processamento.


Porém, é preciso ficar atento, pois mesmo assim existe o risco de algumas pessoas manifestarem alergia após consumir chocolate ou outro alimento. E antes de pensar que a causa é o próprio produto, é importante consultar um especialista para investigar a verdadeira causa da alergia.


Mas se você não apresenta nenhum tipo de sintoma como irritação, urticária, enxaqueca ou asma ao consumir determinado alimento, não há necessidade de parar de consumi-lo mesmo que tenha “pedacinhos” de insetos.


Na verdade, todos nós ingerimos partes de insetos pelo simples ato de respirar. Por isso, não se preocupe demasiadamente com os fragmentos de insetos nos alimentos, pois não devem causar malefício a sua saúde.



Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você! 

Se você é associado PROTESTE e precisa de ajuda com nosso conteúdo ligue para (21) 3906-3980.


Imprimir Enviar a um amigo