Notícia

Reinvidicação

17 novembro 2010

17 novembro 2010

Obrigação de informar presença de adoçantes

O teste revelou a presença de adoçantes em produtos que não são designados como light ou diet. No caso dos panetones com gotas de chocolate, encontramos a substância em duas marcas: Santa Edwiges e Di Lucca. No teste de panetones com frutas cristalizadas, ela estava presente também nas marcas Laura e Wal-Mart, publicada em dezembro de 2008.

A PRO TESTE adverte que o consumo de adoçantes por grávidas e crianças deve ser limitado e com orientação médica, razão pela qual os fabricantes estariam obrigados a informar com destaque a presença dessa substância nos rótulos. É o direito à informação clara e precisa garantida pelo Código de Defesa do Consumidor. As crianças  facilmente ultrapassam o limite diário de consumo da substância, o que pode colocar em risco a sua saúde. E no caso das grávidas não se sabe ainda os seus efeitos.

Falta regulamento técnico

Os panetones com gotas de chocolates e os tradicionais já testados pela PRO TESTE em 2008 não possuem um Regulamento Técnico definindo parâmetros de fabricação, o que dificulta a fiscalização sobre os fabricantes. O Regulamento Técnico para produtos de cereais, amidos, farinhas e farelos, no qual o produto deveria estar incluído, não estabelece qualquer parâmetro.

A PRO TESTE solicita à Anvisa que crie uma regulamentação técnica de identidade e qualidade para esses produtos, definindo informações sobre classificação, processamento, requisitos físico-químicos e sensorial, características de acondicionamento, lista de ingredientes permitidos, fatores essenciais de qualidade e formas de conservação.

Excesso de açúcar e gordura

A PRO TESTE faz parte do grupo do Ministério da Saúde que avalia a redução de sal, gordura e açúcar dos alimentos, portanto,enviaremos  os resultados dessa análise para cobrar um posicionamento quanto à legislacão que trará novas obrigações aos fabricantes, ou seja, de colocar uma frase de alerta toda vez que o produto atingir alto nível de açúcar, gordura e sal. A PRO TESTE está cobrando ainda do Ministério da Saúde maior comprometimento para uma alimentação saudável.


Imprimir Enviar a um amigo