Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Azeites: você pode estar escolhendo e conservando da forma errada
Fatores como iluminação, tipo de embalagem e até mesmo a forma de manuseio do produto podem influenciar na qualidade do azeite que você está consumindo.
04 outubro 2018 |
escolha-e-conservacao-do-azeite-4

Que o azeite é um produto saboroso e repleto de benefícios à saúde, muita gente já sabe. No entanto, há uma série de cuidados que devem ser considerados no momento da compra do produto para que sua degustação e qualidade nutricional sejam as melhores possíveis. 

Para começar, o primeiro passo é verificar nosso comparador de azeites e descobrir quais marcas disponíveis nas prateleiras não estão fraudadas.  

Além disso, existem outras características extremamente importantes e que devem ser levadas em conta na hora de levar a mercadoria para casa. 

Como escolher? 

• Observe a data de envase do azeite. O ideal é que ele tenha sido produzido há, no máximo, seis meses. Saiba que quanto mais novo esse produto for, melhor. Ingredientes mais frescos possuem mais propriedades nutricionais;

Dê preferência às garrafas que estejam mais ao fundo da prateleira, porque nesse local a exposição à luz é menor. A luminosidade e o calor influenciam de forma negativa na qualidade devido à oxidação do produto;

escolha-e-conservacao-do-azeite-3

• Preste atenção nos rótulos dos azeites importados. É obrigatório que contenham informações do local de produção e de envase e melhor ainda se tiverem sido engarrafados no mesmo local de produção;

Opte sempre por embalagens menores. Quanto mais tempo ficar aberta a embalagem, maior será o contato com o ar e, por consequência, maior a degradação do produto.

• O recomendado é consumir o azeite em até 20 dias após a garrafa ser aberta para que aromas e sabores sejam preservados;

• Não leve o produto se na embalagem indicar que há algum outro óleo junto ao azeite (soja, girassol e outro), pois se trata de um óleo composto. O azeite de oliva genuíno é produzido unicamente a partir de azeitonas; 

Como conservar e utilizar o azeite?

• Por ser o sumo de um fruto, é importante que seja consumido fresco. Portanto, o ideal é que esse aproveitamento aconteça durante o primeiro ano de produção. Essa é uma das dicas que Marcelo Scofano, estudioso em azeites, dá para os consumidores. Confira todas as dicas que o especialista revelou para nós clicando aqui

escolha-e-conservacao-do-azeite-2

• Deve-se evitar a exposição prolongada ao ar, à luz solar direta e ao calor;

Recomendamos adicionar azeite de oliva extravirgem nos pratos frios ou de aquecimento brando, como refogados e ensopados; 

Para aproveitar ao máximo todos os benefícios do alimento, este não deve ficar muito tempo no fogo, pois componentes importantes podem ser alterados;

Agora que você aprendeu que luz, ar e temperatura podem ser os inimigos número um do azeite, cuide do seu produto com carinho. Afinal, além de saboroso, ele também previne doenças coronarianas e circulatórias e, em quantidades moderadas, também pode agir como um bom aliado na sua dieta.

Conheça todas as vitórias que garantimos para que você encontre azeites de qualidade no mercado. 

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

azeite-ministerio
azeite
teste-azeite
feijao-causa-gases

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.