Notícia

Trocar o ovo pela barra traz economia

28 março 2013
Páscoa dicas

28 março 2013

PROTESTE alerta que a compra pelo número indicado na embalagem do ovo de Páscoa pode induzir o consumidor a erro.

Trocar o ovo de Páscoa pela barra de chocolate ou caixas de bombons sai mais em conta, sendo uma alternativa econômica para quem deseja gastar menos nesta data. No entanto a PROTESTE recomenda pesquisar bem antes da compra, pois até mesmo as barras de chocolates ficam mais caras nesta época do ano. É fato que a sazonalidade influência no preço de todos os produtos feitos com chocolate.

Nas redes sociais, há um movimento chamando a atenção para a diferença de preços entre a barra de chocolate e do ovo de Páscoa. Para a indústria, são produtos diferentes, com produção, características distintas e tecnologias diferentes no processo de fabricação dos dois produtos, mas que não justificam tais diferenças de preços.

O mais complicado é convencer as crianças a fazer a troca, principalmente porque se interessam pelos ovos com brinquedos. Os ovos diet e com brinquedos têm preço médio 49% maior do que os ovos tradicionais. O consumidor paga caro por seu caráter diferenciado. Com o apelo da Páscoa há quem na hora da compra, leva mais em conta o símbolo embrulhado no papel de presente do que o chocolate.

A PROTESTE alerta que na compra de ovos de Páscoa a compra pelo número indicado na embalagem pode induzir a erro. A recomendação é comparar o peso e não o número impresso na embalagem, pois são encontrados ovos com a mesma numeração, mas pesos muito variados.

É importante ler com atenção as informações nutricionais das embalagens dos ovos de chocolate e moderar o consumo, pois o teor de gordura do produto é alto.

Veja o consumo máximo de chocolate recomendado por dia, de acordo com a faixa etária:

Porção de chocolate por dia (gramas)

7 - 11 meses

1 - 3 anos

0

4 - 6 anos

13

7 - 10 anos

15

Adulto

18

Dicas para compra de chocolate na Páscoa:

Os brindes, quando anexados às embalagens, precisam conter todas as informações previstas, como prazo de validade, registro nos órgãos competentes e, no caso de brinquedos, a indicação da faixa etária a que se destinam, acompanhada da marca de conformidade do Inmetro, que garante a qualidade do brinquedo e a segurança das crianças.

Na hora da compra o consumidor deve tomar alguns cuidados, como observar se os produtos estão armazenados em locais frescos e arejados, e se as embalagens não têm furos ou amassados. Isso pode evitar contaminações e infecções alimentares indesejadas.

A dica mais importante é pesquisar com calma. A grande variedade de tipos oferecidos pelo mercado permite que você encontre o produto que combina com a pessoa a ser presenteada. Lembre-se: guarde sempre os chocolates em local fresco e seguro até o momento de presentear.


Imprimir Enviar a um amigo