Guia de Compras

Ração: guia de compras


Para usufruir de todos os benefícios do produto, coloque em prática nossas dicas na hora da escolha e, depois, ao guardá-lo em casa.

GUIA DE COMPRAS PARA RAÇÕES CANINAS

COMO ESCOLHER UMA BOA RAÇÃO?

É cada vez maior a oferta de alimentos para cães no mercado e torna-se uma difícil tarefa decidir qual o produto mais adequado ao seu cão. Atente-se ao rótulo e observe a reação do animal ao alimento.

ANTES DA COMPRA

Escolha uma ração indicada para a idade do seu animal. É importante respeitar a etapa fisiológica que seu animal está vivendo, sejam eles filhotes, adultos ou idosos. No crescimento, é necessário atender a todas as exigências do animal para um bom desempenho evitando o consumo excessivo. Já na fase adulta, a nutrição adequada é essencial para garantir a saúde e a longevidade do animal. E, por fim, quando o cão torna-se idoso a alimentação deve tentar contornar ou dar suporte a sinais, tanto físicos quanto metabólicos, inerentes à idade.

DURANTE A COMPRA

Observe o rótulo da ração:

● Níveis de garantia: Fornece informações sobre a quantidade de nutrientes, tais como proteína, gordura, fibras e minerais contidos nos alimentos para animais de estimação. 

● Conteúdo de energia metabolizável: Dado essencial para o cálculo do consumo de alimentos e nutrientes. Prefira as rações que apresentem este dado na embalagem!

● Procure pela recomendação diária de consumo.

● Composição básica: São listados os ingredientes, porém, isso não informa sobre a qualidade destes. Os ingredientes usados nos alimentos para cães variam consideravelmente em relação à digestibilidade, disponibilidade e teor de aminoácidos, disponibilidade de minerais, e a quantidade de material não digerível que eles contêm. Atente-se, pois pode encontrar dois produtos com ingredientes quase idênticos e, no entanto, serem de qualidades opostas. 

Dicas: Rações que contêm farinha de penas, farinha de sangue, por exemplo, não tem boa digestibilidade nem bom perfil de aminoácidos. Ingredientes como óleos de peixe, que contêm ômega 3, promovem uma boa saúde do pelo e da pele; prebióticos como frutoligossacarídeos e mananoligosacarrídeos favorecem a saúde intestinal; e antioxidantes naturais e polifenóis diminuem a formação de radicais livres celulares. 

● Data de validade: Busque produtos que possuam um maior tempo de validade para que possam ser oferecidos por mais tempo ao animal.

● Inscrição no ministério da agricultura: Busque o selo da inspeção do órgão que fiscaliza estes alimentos. 

● Conservação da embalagem: Nunca compre produtos com embalagem aberta, furada (ainda que pequenos furos), rasgada, molhada ou desbotada. Isso pode afetar a umidade do produto e favorecer a contaminação por micro-organismos patogênicos. As rações compradas a granel, fora de sua embalagem, são um risco e podem comprometer a saúde dos animais.

Preço

Busque avaliar o custo da alimentação por dia, baseando-se no consumo de energia ou, no mínimo, custo do quilograma de nutrientes na base seca. 

Aparência e odor do alimento. 

Os alimentos para cães não devem ter mau odor, como de ranço ou de putrefação. Os grãos da ração devem ser uniformes, lisos e crocantes. Grande quantidade de resíduos e farelos no fundo do saco pode significar que o processamento industrial não foi correto. Busque por produtos que possuam corantes naturais e que apresentem esta informação na embalagem. 

APÓS A COMPRA

Armazenamento

Após aberta, a ração deve permanecer em local fresco e seguro, evitando-se a luz do sol e o calor excessivo, mantendo a embalagem bem fechada para que evite a alteração da umidade do alimento e a contaminação por micro-organismos patogênicos. 

Percepções sobre a reação do animal ao produto

O animal está comendo bem?

Não adianta nada a ração ser maravilhosa nutricionalmente se o animal não gosta dela. Mas atenção, o fato dele gostar muito não indica que é boa. Mesmo que você ache que ele está comendo pouco, observe o aspecto geral do animal, quanto ao peso, apatia, brilho do peso e consistência das fezes.
 
Como está a qualidade do pelo e da pele do seu cachorro?

Uma dieta saudável reflete em pelo brilhante e resistente. Pelo quebradiço, caindo demais e em áreas generalizadas sem causa definida podem estar associadas a esse quadro. 

Como está o cheiro do seu bichinho?

Se o animal estiver apresentando odores desagradáveis, consulte um médico veterinário. Otites, problemas de pele, dermatoses, entre outras doenças, podem estar provocando este cheiro desagradável. E essas doenças, por sua vez, podem ser consequência da queda de imunidade, muitas vezes provocada por uma alimentação de má qualidade por longos períodos.

Como apresentam-se as fezes do seu animal?

Uma boa ração não pode deixar as fezes extremamente pastosas. Descartada a possibilidade de doenças, fezes malformadas podem indicar um desbalanço nutricional. Além disso, um grande volume de fezes pode indicar que os ingredientes da ração apresentaram baixa digestibilidade. Isto é um problema, já que o animal necessitará de maiores quantidades de alimento para atender suas exigências nutricionais, e o consumidor deverá comprar maiores volumes para alimentar seu animal.
  
Fezes sem odor não existem, Mesmo as rações indoor, que utilizam fitoextratos (como, por exemplo, o extrato de Yucca schidigera) ou sequestrante de odores (como as zeólitas), não são completamente livres de odores. Mas o odor também não deve ser forte, já que isso poderia indicar que a proteína do alimento não foi bem digerida. Neste caso, observam-se fezes bem escuras e, às vezes pastosas. 


Imprimir Enviar a um amigo