Notícia

Cafeína: quantidade ideal a ser consumida por dia

23 julho 2014

23 julho 2014

Para combater a sonolência e melhorar a concentração muitas pessoas optam por ingerir bebidas com alto teor de cafeína. Porém, a PROTESTE alerta que o consumo exagerado desta substância pode ser prejudicial à saúde. Confira:

Não é novidade o uso da cafeína como um estimulante para reduzir cansaço. O problema está no consumo em excesso, pois o organismo tende a habituar-se à quantidade ingerida e a cada dia é necessário aumentar a dose para obter o mesmo efeito. Porém, o consumo em demasia pode causar problemas para a saúde como irritabilidade, dor de estômago e insônia.

Segundo pesquisas, o consumo seguro diário para adultos sem nenhuma sensibilidade à cafeína é no máximo de 400 mg da substância por dia, o que equivale a cerca de 6 mg de cafeína por quilo de peso corporal. Confira a recomendação máxima por dia:

  • 4 xícaras de café fresco (225 ml).
  • 10 latas de refrigerantes de cola. 
  • 4 até 5 latas de bebidas energéticas.  

Para as crianças os efeitos no organismo são ainda piores e o uso não é recomendado. E para os adolescentes é indicado limitar-se a 100 mg de cafeína por dia.

Prova disto foi um caso recente de overdose de cafeína em um estudante americano de 18 anos. O rapaz foi encontrado morto em casa e um pó branco encontrado no local foi identificado como cafeína. E a autópsia encontrou mais de 70 microgramas de cafeína por mililitro de sangue e a quantidade normal para uma pessoa que costuma beber café seria entre 3 a 5 microgramas.

Mesmo entre os adultos o uso excessivo de cafeína pode causar efeitos colaterais desagradáveis. E não é uma boa opção para pessoas altamente sensíveis aos seus efeitos. E ainda, o uso exagerado de cafeína durante o dia - mais de 500 a 600 mg por dia ou cerca de 6 xícaras de 225ml - pode causar os seguintes efeitos: 

  • Insônia
  • Nervosismo.
  • Inquietação
  • Irritabilidade
  • Dor de estômago
  • Batimento cardíaco rápido. 
  • Tremores musculares.

Os casos de overdose, ou dose letal, poderiam ocorrer após o consumo de 10 g, correspondentes as quantidades abaixo:

  • 17 litros de café forte.
  • 270 latas de refrigerante.
  • 100 latas de bebida energética

E no caso do consumo de cafeína em excesso os possíveis sintomas são: 

  • Dificuldade para respirar.
  • Confusão mental.
  • Convulsões.
  • Diarreia.
  • Tontura.
  • Alucinações. 
  • Aumento da sede
  • Arritmia cardíaca. 
  • Espasmos musculares. 
  • Taquicardia. 
  • Vômitos.

E ainda, muitos suplementos alimentares para atletas contêm cafeína e a maioria das pessoas não terá problemas em consumi-los desde que sigam a recomendação máxima diária.

Porém, é normal esquecer-se de calcular a cafeína ingerida em outros alimentos ao longo do dia e que podem ajudar a ultrapassar a dosagem máxima recomendada. Alguns exemplos são o chocolate e o chá preto.

Para a maioria das pessoas o consumo da cafeína é relativamente seguro, no entanto pode aumentar um pouco a pressão arterial e o ritmo cardíaco. Em geral, poucas pessoas apresentam consequências incômodas ou preocupantes após o consumo desta substância, porém desconhecem que este é motivo de algum mal-estar.


Imprimir Enviar a um amigo