Especial

Ovo de Páscoa: só a partir de quatro anos

01 abril 2009

Não há marcas próprias para crianças muito pequenas e consumo deve ser moderado. A escolha certa custa a metade do preço de alguns produtos.

Com moderação, sem problemas

Você pode comer ovos de Páscoa sem problemas, enquanto a criançada com menos de quatro anos deve evitar a ingestão desse alimento. Por conta do excesso de açúcar e gorduras, o consumo deve ser moderado, mas a sua economia não: com a escolha certa, você economiza a metade do que gastaria com outros ovos.

Essas são as principais conclusões de nosso teste de ovos de Páscoa. Nós avaliamos 30 produtos, segmentados entre o público adulto e infantil. Nos ovos para crianças, verificamos também a segurança dos brinquedos que vêm como brindes.

Confira o resultado das nossas avaliações e veja se o produto que você leva para casa é o ideal para você e seu filho. Veja também qual produto foi eliminado e os que foram mais bem classificados.


Nossa avaliação testou os ovos de Páscoa em dois quesitos principais:

 Alimentar: Checamos se os ovos são apropriados para consumo por crianças e adultos.

Esta análise foi dividida em:

teores de cacau (dado pela presença de teobromina), açúcar e gordura;
adequação e informação dos rótulos;
degustação por painel de consumidores.

 Brinquedos: Checamos a segurança dos brindes que vêm nos ovos para crianças.
     Este teste consistiu na verificação de:

  adequação e nível de informação dos rótulos;
presença de bordas cortantes e pontiagudas, metais pesados e partes pequenas que possam ser engolidas.

Imprimir Enviar a um amigo