Especial

Ovo de Páscoa: só a partir de quatro anos

01 abril 2009

Não há marcas próprias para crianças muito pequenas e consumo deve ser moderado. A escolha certa custa a metade do preço de alguns produtos.

Simulador

Entender corretamente a fatura do cartão de crédito é importante para que você fuja de certas armadilhas presentes no documento. A maior delas é cair na ilusão de facilidade de pagamento, que esconde as pesadas taxas de juros.

As faturas incentivam o endividamento e não pregam o consumo consciente. Por isso, previna-se e veja três áreas da fatura nas quais você deve prestar atenção:

Pagamento Mínimo – evite, na medida do possível, pagar apenas o mínimo do cartão, pois você terá um CET muito alto. Neste exemplo, o CET é de 362,95% ao ano.
Parcelamento de Fatura – não é recomendável usar este parcelamento, que também tem CET muito elevado – 333,41%, neste caso . Se você tem dívidas no cartão, faça um empréstimo pessoal em seu banco (sempre negociando as taxas de juros) e quite o cartão de crédito.
Informações sobre CET e Juros – sua fatura deve trazer, obrigatoriamente, as taxas de juros e CET aplicados em seus parcelamentos. É aqui, também, que você confere esses valores caso tenha usado o cartão de crédito para sacar dinheiro.


Imprimir Enviar a um amigo