Notícia

Mais rigor para aditivos

22 junho 2010

22 junho 2010

Nós notificamos novamente a Anvisa sobre o uso das substâncias, que podem desencadear alergias em pessoas sensíveis.

Mais rigor para aditivos

Não é de hoje que a PROTESTE chama a atenção para o riscos que aditivos alimentares podem causar à saúde.

Entre eles, estão os realçadores de sabor, como o glutamato monossódico. Em excesso, ele pode provocar, em pessoas alérgicas, a Síndrome do Restaurante Chinês, caracterizada por dores de cabeça, congestão facial e sensação de queimaduras. E o consumo exagerado de sódio pode desencadear ou acentuar a hipertensão.

Aditivos têm que ter limites mais rigorosos

Queremos mais rigor para o uso dos aditivos nos alimentos produzidos no Brasil.

Enquanto isso não acontece, continuaremos a nos basear na legislação europeia sobre aditivos, que é a mais favorável à saúde do consumidor. Ela estabelece um limite máximo de 10 g de glutamato monossódico por quilo de alimento.

Mais uma vez vamos notificar a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que providências sejam tomadas quanto à regulamentação dos aditivos alimentares. Também reforçaremos a necessidade de que ocorra um controle maior do nível de sódio nesses alimentos.


Imprimir Enviar a um amigo