Notícia

No Dia Mundial da Alimentação PROTESTE destaca luta por alimentação saudável

15 outubro 2015

15 outubro 2015

Preocupada com produtos alimentícios que possam representar riscos à saúde do consumidor, a PROTESTE já obteve diversas vitórias. Veja mais detalhes sobre as lutas para a proteção e promoção da alimentação saudável.

diadaalimentacao


Nesta sexta-feira (16) comemora-se o Dia Mundial da Alimentação e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) optou por chamar a atenção do mundo sobre o papel crucial desempenhado pela proteção social na erradicação da fome e da pobreza. 


Por isso escolheu como tema: “Proteção Social e Agricultura: quebrando o ciclo da pobreza rural”. Nos últimos anos, cerca de 150 milhões de pessoas superaram extrema pobreza graças a programas de proteção social.



A produção de alimentos em grande escala ocorreu com o uso intensivo de sementes, fertilizantes e agrotóxicos. Esses produtos, se utilizados de forma incorreta, podem não somente contaminar grãos, verduras, legumes, frutas, mas também os mananciais de água, provocando doenças e contaminando o meio ambiente.


Produtos alimentícios prejudiciais são denunciados



A PROTESTE se preocupa com a questão da alimentação, e por isso, preparou para você um conteúdo exclusivo informações detalhadas sobre rotulagem e substâncias de produtos, além de dicas para o consumo, armazenamento e conservação dos alimentos. Você pode baixar a Cartilha de Alimentos clicando aqui.


Toda vez que detecta no mercado produtos alimentícios que representem riscos à sua saúde, a PROTESTE divulga essa informação e alerta as autoridades responsáveis. Lutamos, também, pela rotulagem adequada dos produtos, para que você sempre tenha acesso a informações claras e poder de escolha. 


Nesta área, já obtivemos vitórias consideráveis em questões como o uso do benzeno, uma substância cancerígena identificada em refrigerantes de baixas calorias ou dietéticos cítricos. Fabricantes assinaram termo de ajustamento de conduta, pelo qual se comprometeram a reduzir a quantidade de benzeno nas bebidas para o mesmo nível de tolerância estabelecido para a água potável.



Melhorias na alimentação e saúde pública



Outra luta que assumiu como primordial é a contra a obesidade infantil e adolescente, que se torna mais grave devido à grande oferta de alimentos muito calóricos e com poucos nutrientes, como biscoitos, doces, sucos adoçados e refrigerantes


Com a Consumers International (CI), federação global de organizações de consumidores, a PROTESTE enviou no final de setembro, uma carta aos Estados-Membros da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) cobrando a criação de um tratado global para proteção e promoção da alimentação saudável.


Entendemos que é direito do consumidor ter acesso à alimentação saudável e adequada e, por isso, pressionamos a OMS pela criação de um documento que obrigue os países a implementar políticas públicas para melhorar o padrão alimentar da população.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo