Notícia

Prazos de validade: como testamos

27 abril 2011

27 abril 2011

Quantidade de microrganismos nocivos à saúde cresce significativamente após vencimento da data.

Enviamos 11 produtos alimentícios ao laboratório para avaliar a contaminação microbiológica em quatro momentos:

  1. Na hora da abertura
  2. No último dia da validade após a abertura
  3. Uma semana após a data de validade
  4. Quinze dias após a data de validade

Confira os resultados:

 Produto

Contagem de bolores e leveduras

Contagem total de bactéria

No dia da abertura

No último dia da validade

Uma semana após a validade

 15 dias após a validade

No dia da abertura

No último dia da validade

Uma semana após a validade

 15 dias após a validade

Champignon

0

0

0

0

0

100

260

1.000

Pasta de soja sabor azeitona preta

300

360

1000

1.700

0

0

0

1.600

Queijo minas

200

1.800

2.600

17.000

22000

23.000

23.000

31.000

Extrato de tomate

0

0

0

0

100

190

250

400

Mortadela de frango light

100

100

300

450

0

100

7.200

7.400

Milho em conserva

0

0

0

0

0

0

0

640

Néctar de laranja

0

0

0

0

0

0

0

400

Creme de leite

100

100

150

300

0

0

0

0

Bebida láctea morango

0

0

0

0

0

10

7.200

7.800

Leite UHT integral

0

0

230

1.900

0

20

250

9.600

Requeijão

0

200

280

400

0

0

0

8.200

Há um aumento da contagem de bactérias e de bolores e leveduras comparando o último dia de validade com uma e duas semanas após expirado o prazo de validade.

Alguns microrganismos que crescem nos alimentos são responsáveis por inúmeros casos de infecção alimentar, e o consumo de alimentos contaminada ocorre, na maioria dos casos, dentro da casa do próprio consumidor. Por isso, é importante respeitar o prazo de validade dos produtos e observar seu modo correto de armazenamento. Com medidas simples, é possível garantir a saúde da família.


Imprimir Enviar a um amigo