Notícia

Densia é opção para quem precisa reforçar o cálcio

05 maio 2011

05 maio 2011

O produto contém bons teores do nutriente, que equivalem a dois copos de leite.

Em seu rótulo, o Densia, novo iogurte da Danone, afirma que 100g do produto (equivalente a um pote) contribuem com 50% do cálcio que um adulto necessita diariamente, ou seja, 500mg deste mineral. E que o produto traz vitamina D em sua composição – nutriente fundamental para absorção do cálcio pelo organismo.

Para quem está de dieta, o Densia é atraente, pois é feito com leite desnatado (ou seja, um produto com 0% de gordura) e sem açúcares adicionados. Entretanto, para adoçar são utilizados os edulcorantes artificiais sucralose e acessulfame de potássio, e por isso, seu consumo não é indicado para crianças e gestantes, exceto por indicação médica.

Faltam fibras

Numa primeira análise, o Densia parece ser interessante. Sobretudo se pensamos no consumo por mulheres a partir dos 50 anos, um dos alvos da publicidade deste produto. Isso porque as mulheres na menopausa necessitam de cerca 1200mg de cálcio por dia para reduzir o risco de osteoporose, ou seja, um pote atenderia a 42% das necessidades – um valor significativo. Entretanto, a única ressalva que fazemos é que as informações nutricionais na embalagem não quantificam as necessidades para este grupo da população.

Podemos encontrar o novo iogurte nas versões com aveia e morango. Ao analisar os rótulos, constatamos que ambos não possuem a quantidade significativa de fibras alimentares, nutriente que, entre outras funções, auxilia o funcionamento do intestino. É no mínimo estranho um iogurte de aveia não possuir fibras alimentares.

Comparando o Densia com o leite desnatado, vemos que dois copos de 200ml de leite têm a mesma quantidade de cálcio que um pote deste iogurte e o preço (de referência) é praticamente igual: R$ 1,07/pote de Densia e R$ 0,97/400mL de leite desnatado.


Imprimir Enviar a um amigo