Notícia

Como escolher seu GPS

12 junho 2012

12 junho 2012

Produtos custam entre R$ 250 e R$ 1.000 e contam com cada vez mais ferramentas.

Guia de compras

Desenvolvido pelas Forças Armadas dos EUA para localizar potenciais alvos, o sistema de posicionamento global, ou GPS, é hoje um acessório comumente encontrado em carros e extremamente útil para ajudar o motorista a encontrar seu destino ou o melhor caminho até ele.

De R$ 250 a R$ 1.000 e com cada vez mais ferramentas

Esses aparelhos, cujo preço costuma variar da faixa de R$ 250 a até R$ 1.000, oferecem um número cada vez maior de ferramentas. Elas incluem bluetooth, mp3 player, radares de velocidade, localizadores de estabelecimentos como postos de gasolina, hotéis e restaurantes, reconhecimento e instrução de voz.

Há também os que vêm com mapas de outros países, embora em nosso último teste, o único com um mapa além do Brasil tenha sido o Guia Quatro Rodas, com estradas argentinas inclusas. Mas há vários modelos para os quais é possível comprar esses mapas, junto ao fabricante.

Ao comprar, atenção especial ao número de cidades auditadas

Ao adquirir um GPS, há algumas ferramentas dele para as quais você deve dar mais valor. Considere sempre o número de cidades auditadas, ou seja, as regiões em que o aparelho possui cobertura total (instruções visuais e de voz), o que facilitará muito a sua vida caso precise encontrar um ponto de interesse, como posto de gasolina ou hospital.

Qualidade de instrução por voz é muito importante

Um item indispensável é a boa qualidade da instrução por voz, para evitar que você olhe para a tela enquanto dirige. Outra ferramenta importante de segurança é proporcionada pelo bluetooth, que permite que o celular configurado seja atendido pelo GPS, deixando o motorista livre para falar com as mãos ao volante. No entanto, muitos aparelhos ainda não o trazem – apenas a marca Garmim oferecia essa tecnologia em nosso último teste.

Certifique-se da velocidade do GPS para recalcular rotas e manter o sinal

Pesquise e informe-se também sobre os seguintes critérios: a velocidade que o dispositivo leva para recalcular a rota, caso você erre ou se desvie do trajeto definido - o que pode variar de seis (Airis) até 17 segundos (How e Aquarius), segundo nossa avaliação – se o aparelho consegue manter o sinal e a rota em situações inesperadas, como perda de sinal, e calcular rapidamente um novo trajeto em caso de mudança repentina de rumo.

Compare e escolha entre 39 modelos de GPS com diversos preços e características.


Imprimir Enviar a um amigo