Notícia

Carro ou táxi: escolha a melhor opção

24 março 2014

24 março 2014

A PROTESTE realizou um estudo de campo e levou em consideração as vantagens e desvantagens de cada um. Decidir pela compra de um veículo ou pelos gastos com o táxi é algo que deve ser pensado, para evitar transtornos futuros. Saiba qual é a melhor opção para você e para o seu bolso. 

Decidir pela compra de um veículo ou pelos gastos com o táxi é algo que deve ser pensado, para evitar transtornos futuros.

A decisão dependerá do perfil de cada usuário e das suas necessidades de consumo. Em relação aos custos, ter um carro vale mais a pena se você faz uso constante do veículo, como, por exemplo, para viagens nos fins de semana ou ainda profissionalmente.

Além das questões financeiras, você deve pesar outros fatores, tais como conforto, independência e qualidade de vida e do tamanho de sua família.

Antes da compra do carro, é preciso considerar que um fato não pode ser esquecido: mantê-lo consumirá uma parcela significativa do seu orçamento. Além do combustível é preciso levar em conta os gastos com IPVA, multas, licenciamento, seguro, manutenção e estacionamento.

Procure tomar a decisão mais coerente de acordo com o seu estilo de vida e das suas necessidades profissionais e pessoais. Avalie se precisará levar os filhos à escola ou se tem idosos em casa que necessitam se deslocar constantemente ao médico ou para alguma outra atividade.

Para quem usa um veículo pequeno basicamente para ir ao trabalho e voltar, por exemplo, e roda em média dez quilômetros por dia, a opção pelo táxi pode gerar uma economia.

Compare as vantagens de cada opção:

  • Táxi - Possibilidade de sair para bares e boates e poder beber, sem se preocupar com o perigo ao volante e com a Operação Lei Seca. Não ter que renovar a habilitação para dirigir. Não precisar se preocupar com o estacionamento. Possibilidade de realizar outras tarefas enquanto se desloca. Não ter que se preocupar em dirigir em locais desconhecidos.
  • Carro - Facilidade de deslocamento durante emergências na madrugada, sem a dependência de um táxi. Facilidade para realizar viagens para cidades distantes. Dispensa da necessidade de agendamento com o taxista. Praticidade em áreas rurais e locais remotos (sítios e fazendas). Facilidade de transporte em dias de chuva.

Imprimir Enviar a um amigo