Notícia

Consciência no trânsito gera economia

28 julho 2014

28 julho 2014

Ao manter bons hábitos enquanto dirige, você também pode reduzir seus custos com combustível e diminui o nível de poluição de seu veículo. Veja nossas dicas.  

A comodidade de ter um carro também tem seu preço. Como se não bastassem os gastos com seguro, Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e manutenção periódica, o consumidor ainda precisa arcar com o alto custo com combustível.

 

Mas o que muitos motoristas esquecem é que o comportamento ao volante também influencia no resultado dessa despesa, seja abastecendo com álcool, diesel, gás ou gasolina. Por isso, hábitos que desgastam os pneus e o motor e queimam mais combustível devem ser evitados. Veja o que fazer:

 

  • Não guarde muitos objetos dentro de seu carro:

Cada 50 quilos a mais no peso do carro equivalem a até 5% de aumento no consumo de combustível. Se transportar pranchas ou bicicletas no teto, você ainda prejudica a aerodinâmica do veículo, que vai "beber" ainda mais.

 

  • Evite arrancadas bruscas e corridas desnecessárias:

Quanto mais forte você pisa no acelerador, mais combustível o seu motor consome. Por isso, evite arrancadas bruscas e corridas desnecessárias. Muitas vezes, você terá que frear logo em seguida.

 

  • Não rode com os pneus vazios:

Assim, seu carro enfrentará mais resistência no asfalto, fazendo o motor gastar mais. Em alguns modelos, a calibragem correta de cada pneu consta no manual de fábrica e em outros na porta do motorista.

 

  • Mantenha a manutenção de seu veículo em dia:

Troque o óleo e o filtro de ar do motor periodicamente, com as frequências sugeridas pelo manual do fabricante. Se você deixar passar o prazo para a substituição, impedirá a entrada de oxigênio e parte do combustível não será queimada corretamente.

 

  • Evite exceder o limite de velocidade:

Quanto mais rápido você viaja, maior é a resistência do ar contra o seu carro, o que aumenta o "esforço" do motor para movimentá-lo.

 

  • Evite engarrafamentos e busque rotas alternativas:

Os atalhos podem ser a saída em dias de engarrafamentos. Muitas vezes, trajetos mais longos com velocidade constante podem compensar o consumo de combustível que você teria andando a baixas velocidades em trechos mais curtos.


Imprimir Enviar a um amigo