Dica

Comprei um carro usado com defeito o que posso fazer

19 julho 2016
carro

19 julho 2016

Comprei um carro usado com defeito o que posso fazer

Na hora de oferecer um veículo usado, os vendedores sempre dão a impressão de que têm em mãos um zero quilômetro. Em alguns casos, chegam a omitir informações importantes e conhecidas do passado do veículo. Por isso, na hora de adquirir um usado leve sempre em consideração que há um certo desgaste, que pode até variar, dependendo do tempo de uso e dos cuidados do antigo proprietário.

Para garantir que vai receber todas as informações necessárias para fazer uma boa compra, leve à loja um mecânico de sua confiança. Um bom profissional pode identificar possíveismaquiagens. Observe os equipamentos de segurança, confira cada detalhe e não deixe de fazer um test-drive completo, que teste marchas e freios, no plano, em ladeiras, retas e curvas.

Quanto à documentação, confira o comprovante de pagamento do IPVA e do DPVAT, além do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos e do Recibo de Venda. Confira também se o número do chassi é o mesmo que consta no documento de propriedade do veículo. Por fim, verifique junto ao Detran do estado a existência de multas relacionadas ao veículo.

Se você já tiver comprado o usado e ele começar a apresentar problemas, use a garantia. Normalmente as concessionárias garantem, por três meses, o funcionamento do motor e da caixa de câmbio. Entretanto, o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8078/90) estabelece garantia mínima de 3 meses, a partir da compra, para os vícios aparentes (defeitos de fácil percepção), sem limitação a uma determinada parte do veículo. Além disso, se os problemas não forem de fácil constatação (ocultos), o prazo legal para reclamação é de 90 dias a partir da percepção do defeito.

Faça uma reclamação à concessionária. A empresa tem 30 dias para solucionar o problema. Passado esse prazo, você pode exigir: a troca do veículo por outro similar, a devolução do dinheiro pago ou um abatimento proporcional do preço. Independente da opção escolhida, você pode pedir uma indenização por danos sofridos (moral ou material).

Se enfrentou problemas com a compra do veículo, entre em contato com a empresa, preferencialmente por carta, narrando o caso e exigindo uma das soluções apresentadas. Não havendo solução amigável, peça ajuda da PROTESTE ou recorra à Justiça.


Imprimir Enviar a um amigo