Especial

Crash Test 2013

24 julho 2013

24 julho 2013

Introdução

Latin NCAP divulga resultados dos testes de colisão

O Programa de Avaliação de Carros Novos da América Latina (Latin NCAP) divulgou hoje resultados de testes de colisão feitos com seis carros, mas não há modelos fabricados no Brasil. Os resultados foram contrastantes. Quatro dos seis modelos avaliados não obtiveram nenhuma estrela, mas também foi a primeira vez em que um carro obteve classificação máxima: cinco estrelas. Foi o SEAT Novo Leon.

Os automóveis com pior desempenho, e que não obtiveram nenhuma estrela foram:  Nissan Tsuru (Sentra B13), o Renault Clio Mio, o Suzuki Alto K10 e o Chevrolet Agile. Eles não oferecem níveis de segurança e não cumprem com as mínimas regulamentações de segurança.

Nesta quarta etapa de testes do Latin NCAP, do qual a PROTESTE Associação de Consumidores foi impulsionadora e é parceira, foram usados critérios mais rígidos de avaliação. O novo sistema de pontos pune os veículos quando os dummies (bonecos de teste) sofrem cargas que supõem uma lesão fatal no próprio teste. Um carro cinco estrelas para adultos deverá, além disso, ser aprovado no teste de impacto lateral conforme regulamentação de 95 das Nações Unidas, bem como oferecer ABS e lembretes para cintos de segurança nos bancos da frente nos modelos padrão.

O SEAT Novo Leon foi o primeiro a obter cinco estrelas quanto à segurança do adulto entre todos os 34 carros avaliados desde 2010. E o modelo Suzuki Celerio obteve quatro estrelas para a proteção do passageiro adulto. Os resultados evidenciam que os fabricantes podem proporcionar, na região, pequenos carros com estruturas estáveis, bem como com boa proteção para seus ocupantes.

Confira abaixo opiniões de especialistas sobre o teste realizado:

“Esse resultado muito desalentador deve-se à falta de airbags na versão padrão de alguns modelos e a deficiente segurança das estruturas dos habitáculos” – observou o Diretor Técnico do Global NCAP, Eng. Alejandro Furas. “As estruturas dos habitáculos que se derrubam sobre os passageiros podem vir a ter consequências fatais em uma batida real. Esses carros com zero estrela são produto de empresas que fabricam carros seguros de qualidade cinco estrelas para consumidores doutras partes do mundo por um valor acessível. Agora, os consumidores latino-americanos podem escolher modelos cinco estrelas que superem as regulamentações mundiais de segurança”.

“A boa notícia é que agora que o SEAT Novo Leon obteve nossa primeira qualificação cinco estrelas em segurança do adulto (e quatro em relação à segurança de crianças), América Latina conta com um carro familiar que proporciona aos consumidores a proteção que se espera de um carro novo” – disse Furas. “Devido ao alto número de modelos líderes no mercado que não aprovam nossos testes por causa de estruturas e airbags deficientes, aconselhamos os consumidores a conferir, antes de comprar um veículo, a classificação de segurança em www.latinncap.com”. 

“As organizações de consumidores da América Latina comemoram a primeira pontuação cinco estrelas para a proteção do passageiro adulto obtida pelo Seat Leon. Contudo, é muito desalentador que dos outros cinco carros avaliados apenas o Suzuki Celerio tenha oferecido um nível de proteção adequado. Os outros quatro representaram um risco para a vida dos consumidores, se viesse a ocorrer batida. Os ruins resultados atingidos na batida frontal indicam um alto risco de lesões graves, inclusive fatais; registrando resultados historicamente baixos de zero estrela. Outro resultado surpreendente foi a comprovação de que o Nissan Tsuru não conseguiu conter cadeirinhas infantis de maneira apropriada em seus bancos traseiros; impossibilitando o transporte seguro de criança. O ICRT e o Latin NCAP convocam os fabricantes a melhorar o nível desses modelos, chegando até um nível aceitável de segurança ou substituindo-os por produtos de última geração em segurança. Dois dos carros incluídos nesse lote corroboram que esta é uma demanda razoável”. – observou Guido Adriaenssens, Diretor Executivo da International Consumer Research & Testing. 


Imprimir Enviar a um amigo