Especial

Crash Test 2013

24 julho 2013

Como foi feito o teste

Como foi feito o teste

O Programa de Avaliação de Carros Novos para a América Latina (Latin NCAP) promoveu novos testes de colisão com seis carros de passeio presentes na América Latina. Veja abaixo como foram realizados os testes:

Colisão frontal a 64 km/h

Cada automóvel foi submetido a uma colisão frontal a 64 km/h contra um obstáculo deformável, que simulava outro veículo. O carro colidiu com apenas 40% do obstáculo, como se o motorista estivesse tentando desviar.

Manequins representam os quatro passageiros

No banco da frente estavam dois bonecos (dummies) adultos; no traseiro, outros dois simulavam uma criança de 18 meses e outra de três anos de idade em cadeirinhas recomendadas pelos fabricantes dos modelos testados. Os quatro manequins estavam equipados com sensores que registraram todos os choques.

Movimentos são registrados por câmeras

Seis câmeras de vídeo e dez máquinas fotográficas captaram todos os movimentos. Os registros foram analisados e, com base nos dados coletados, foi possível estimar qual o efeito de uma colisão real para cada parte do corpo dos ocupantes.

Fabricantes notificados

Após os ensaios, os fabricantes foram informados dos resultados envolvendo seus veículos.

Nova exigência no teste de 2013

Neste ano, o Latin NCAP aumentou a exigência de seus procedimentos de teste. O sistema de pontos pune os veículos quando os dummies sofrem cargas que supõem uma lesão fatal no próprio teste. Um carro cinco estrelas para adultos deverá, além disso, ser aprovado no teste de impacto lateral com 50 km/hora conforme regulamentação de 95 das Nações Unidas, bem como oferecer ABS e lembretes para cintos de segurança nos bancos da frente nos modelos padrão.


Imprimir Enviar a um amigo