Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Alerta: Ford Ka não é um carro seguro
Automóvel foi avaliado pelo Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e o Caribe (Latin NCAP) e resultados foram decepcionantes. 

25 outubro 2017 |
Ford Ka
O Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e o Caribe (Latin NCAP) apresentou hoje resultados do teste de colisão realizado com o Ford Ka e o automóvel desapontou em relação à segurança de motoristas e passageiros. O carro ganhou zero estrela para a proteção de adultos e três para a de crianças, sendo cinco estrelas a pontuação máxima. 
 
Produzido no Brasil, o Ford Ka, terceiro carro mais vendido no país, pecou, sobretudo, no teste de impacto lateral. Em caso de colisão, os passageiros adultos estão totalmente vulneráveis, sendo grande a chance de lesões no peito. Além disso, houve abertura da porta. Ficou ainda provado que o automóvel não proporciona dispositivos de absorção de energia de impacto lateral em sua estrutura, tampouco no painel interior das portas. 
 
Levando em conta os resultados do teste, vale destacar que o Ka não foi aprovado conforme a norma básica de proteção contra impactos laterais das Nações Unidas (UN95), obrigatória na Europa desde 1995. Ou seja, enquanto esse carro nem sequer estaria sendo comercializado em continente europeu por desrespeitar tal norma, parece que por aqui o fabricante não está tão interessado em garantir a segurança de motoristas e passageiros brasileiros. “A falta de interesse na segurança por parte de alguns fabricantes é inaceitável e deve parar. Sem as regulamentações adequadas, os fabricantes vendem veículos inseguros que não poderiam ser comercializados na Europa, na Austrália, no Japão ou na América do Norte”, comenta o presidente da Comissão Diretiva do Latin NCAP, Ricardo Morales Rubio.   

 

Crianças nem tão protegidas assim 
Em relação à proteção infantil, o Ford Ka recebeu conceito aceitável no teste de colisão. Porém, o modelo não oferece cintos de três pontos em todas as posições e há problemas em relação ao sistema ISOFIX. Esses são alguns dos motivos que contribuíram para a redução da pontuação do veículo. Além disso, a porta traseira direita foi aberta no teste de impacto lateral, expondo as crianças a riscos maiores

Fiat Mobi também decepcionou em teste passado. Veja aqui!

O resultado do Ford Ka abrange, também, o modelo Ford Figo comercializado nos seguintes países: México, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua e Panamá. “Estamos surpresos de que, mais uma vez, um fabricante tão importante como a Ford venda um carro zero estrela na América Latina, que, inclusive, falharia nos testes básicos da norma de proteção contra impactos laterais da ONU. Nós, consumidores, merecemos muito mais que esse resultado inferior ao padrão mundial da parte das companhias, que sabem como produzir automóveis bem mais seguros”, diz o Secretário Geral do Latin NCAP, Alejandro Furas.

Vale destacar que, frente aos sérios problemas encontrados, a PROTESTE não recomenda a compra desse veículo até que sejam feitas melhorias capazes de garantir a segurança de motoristas e passageiros. 


Gostou deste conteúdo?
Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

remédios
plano-de-saude-cuidados
lavar-arroz

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.