Notícia

Chuva: menor atrito dos pneus

11 julho 2013

11 julho 2013

A chuva modifica radicalmente as condições de atrito e, por isso, exige mudanças no modo de condução. Veja as nossas dicas para dirigir com segurança.

Ao dirigir na chuva, tenha em mente: os freios param as rodas, mas são os pneus que param o carro. Um dos mais importantes princípios da engenharia mecânica é o atrito entre a pista e os pneus. O mesmo vale para o caso de dirigir na lama, sobre a areia, com óleo na pista ou em outras circunstâncias que alterem as condições de atrito.

A atenção aos pneus também é uma prioridade. Considere sempre que a chuva também prejudica a visibilidade dos condutores.

Confira as nossas dicas para realizar uma direção nos dias de chuva com segurança:

  • O controle da velocidade é fator primordial para dirigir com segurança. Portanto, com chuva ou em condições de baixo atrito, é fundamental que a velocidade adotada seja compatível com a possibilidade de alguma mudança repentina na trajetória do veículo.
  • A primeira freada após passar por uma situação com muita água na pista poderá ser prejudicada pela falta de atrito nos freios. Para contornar riscos, faça sempre pressão leve sobre o pedal do freio ao sair da água, antes de fazer frear efetivamente.
  • Se houver poças de água, tente reduzir a velocidade antes de alcançá-las, mas evite passar por elas com os freios acionados.
  • Um pneu pode furar ou estourar ao atingir um obstáculo escondido pela água. Com velocidade reduzida para desviar das poças maiores, esse risco diminui. Se possível, siga as marcas mais secas deixadas pelo veículo que segue a sua frente.
  • Pneus desgastados, na chuva, aumentam a probabilidade de perda de aderência e consequente controle do veículo, pois a água escoará com mais dificuldade e o atrito com o piso será menor.
  • Quando há muita água na pista e os pneus não conseguem drená-la, ocorre a chamada aquaplanagem ou hidroplanagem. Nessa situação o veiculo perde totalmente o contato dos pneus com a pista, tornando o difícil controle da direção do veículo. A única forma segura de evitar esse risco é reduzir a velocidade. 

Imprimir Enviar a um amigo