Notícia

Como foi feito o teste

24 novembro 2011

24 novembro 2011

Simulamos colisões frontais a 64 km/h com oito carros de passeio vendidos no mercado latino-americano.

O Latin NCAP promoveu o teste de colisão de oito carros presentes em nove países da América Latina, todos disponíveis no Brasil.

Os veículos foram divididos em dois grupos:

  • Quatro modelos de alguns dos carros populares mais vendidos na América Latina, além de outro não popular, equipado com um airbag, em suas versões básicas.
  • Três modelos indicados pelos fabricantes (sendo um recém-lançado no Brasil), sendo todos equipados com dois airbags frontais, também em suas versões básicas.

A colisão

Cada carro foi submetido a uma colisão frontal a 64 km/h contra um obstáculo deformável, que simulava outro automóvel. O veículo colidiu com apenas 40% do obstáculo, como se o motorista estivesse tentando desviar.

No banco da frente estavam dois manequins adultos; no traseiro, outros dois simulavam uma criança de 18 meses e outra de três anos em cadeirinhas recomendadas pelos fabricantes dos carros. Os quatro manequins estavam equipados com sensores que registraram todos os choques.

Seis câmeras de vídeo e dez máquinas fotográficas registraram todos os movimentos. Os registros foram analisados e, com base nos dados coletados, foi possível estimar qual o efeito de uma colisão real para cada parte do corpo dos ocupantes.

Após os ensaios, os fabricantes foram informados dos resultados para seus veículos.


Imprimir Enviar a um amigo