Notícia

Governo suspende extintores tipo ABC em carros

08 janeiro 2015

08 janeiro 2015

PROTESTE critica obrigatoriedade do equipamento, já que nenhum tipo de treinamento é exigido dos condutores.

A PROTESTE Associação de Consumidores avalia que o adiamento da exigência do extintor de incêndio tipo ABC nos carros é bom para o consumidor, mas lamenta que muitos consumidores já tenham investido no novo equipamento sem ter garantia de segurança quando há incêndio. "É um dinheiro jogado fora, já que a medida não obriga o dono do carro a passar por treinamento que o habilite a usar o extintor em casos de emergência", avalia Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da PROTESTE.

Foi adiada a resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que obriga os veículos a circularem com o extintor de incêndio tipo ABC. A medida, que tinha começado a valer no dia 1º de janeiro em todo o país, foi suspensa por 90 dias e será publicada no Diário Oficial da União.

Extintor

Na avaliação da Associação, é mais uma tentativa do órgão de trânsito brasileiro em gerar gastos indevidos aos brasileiros, como no caso do sistema antifurto, que determinou a instalação obrigatória do dispositivo nos automóveis e do "kit-socorro", que obrigou os proprietários a adquirir estojos de primeiros socorros posteriormente abandonados.

O Brasil é um dos poucos países que exigem a presença de extintores dentro dos carros, que também é obrigatório na Bélgica, Bulgária, Polônia e Romênia. Mas países como Alemanha, China, Japão, Suécia e Estados Unidos não têm esta exigência. E na Inglaterra, o equipamento é obrigatório apenas em ônibus e táxis.

A suspensão da obrigatoriedade dos novos extintores foi determinada pelo Ministério das Cidades após motoristas de várias regiões do país reclamarem de dificuldades para encontrar o equipamento.

Até abril de 2015, de acordo com a norma, o extintor ABC será obrigatório para todos os veículos fabricados no Brasil até 2009. Os carros produzidos a partir de 2010 já têm o novo modelo. O motorista que não tiver o equipamento receberá multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira de habilitação.

O extintor ABC controla incêndios em estofados, tapetes e painéis, enquanto o modelo antigo, o BC, é eficaz apenas contra fogo em equipamentos elétricos ou provocado por líquidos inflamáveis.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você!


Imprimir Enviar a um amigo