Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Nissan Kicks tem bom desempenho em teste de segurança
O SVU compacto ganhou quatro estrelas tanto para a proteção do ocupante adulto quanto para o ocupante infantil. 
12 dezembro 2017 |
kicks-quatro-estrelas

A oitava e última série de resultados de 2017 do Programa de Avaliação de Veículos Novos para América Latina e o Caribe, o Latin NCAP, foi apresentada hoje. Se, por um lado, apresentou resultados alentadores para o Nissan Murano e o Nissan Kicks, por outro, mesmo melhorado, um dos carros mais vendidos do México, o Chevrolet Aveo, recebeu avaliação de zero estrelas.

O Latin NCAP utiliza métodos de ensaio internacionalmente reconhecidos e qualifica entre 0 e 5 estrelas a proteção oferecida pelos veículos para ocupantes adultos e crianças. Quanto mais seguro o carro, mais estrelas ele recebe. O Latin NCAP começou em 2010 como uma iniciativa e em 2014 foi criada como uma associação, no âmbito de uma entidade jurídica.

O Nissan Kicks, produzido em Resende (RJ) e o único modelo nacional analisado nessa bateria de testes, obteve quatro estrelas para a proteção do ocupante adulto quanto para o ocupante infantil. O SUV compacto, recém lançado, com dois airbags, como equipamento padrão, apresentou um desempenho apenas instável na estrutura e na área dos pés do teste de batida frontal, explicando a fraca proteção do peito. 

A proteção contra impactos laterais foi de adequada para boa, sendo aceitável em termos globais e obteve quatro estrelas para o adulto. Os ocupantes infantis receberam boa proteção no impacto frontal e lateral, com ambos os sistemas de retenção infantil (SRI) instalados com ancoragem ISOFIX, demonstrando o veículo seu bom desempenho a respeito. 

O Nissan Kicks também oferece Controle Eletrônico de Estabilidade que cumpre com os requisitos do Latin NCAP quando a rendimento e disponibilidade. 

Produzido nos Estados Unidos, o Nissan Murano, ganhou cinco estrelas para a proteção do ocupante adulto e três estrelas para a proteção do ocupante infantil. Em 2016 o modelo foi avaliado pelo Latin NCAP alcançando apenas duas estrelas para os ocupantes adultos e quatro estrelas para crianças. Na época, a Nissan se comprometeu a melhorar o rendimento do Murano nos testes de impacto frontal e lateral de poste. Nos últimos testes do Latin NCap, o Murano (produzido desde 6 de setembro de 2017) mostrou um bom rendimento no impacto frontal e lateral de poste.

A estrutura na batida frontal foi melhorada e qualificada como estável, apresentando melhores valores dimensionais e, nos dummies (manequins que reproduzem peso e dimensões reais de seres humanos), que nos testes de 2016. 

No impacto lateral de poste, a Nissan melhorou o modelo, permitindo que o airbag de cortina se ativasse corretamente, garantindo um rendimento superior de segurança para os adultos. A diferença nos resultados, de quatro para três estrelas, na proteção dos ocupantes infantis é explicada pela variação mínima sobre o limite de valores no teste dinâmico desses ocupantes, provavelmente devido à alteração no rendimento estrutural no teste de batida frontal. O Nissan Murano oferece sete airbags e Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) como equipamento padrão. 

O Controle Eletrônico de Estabilidade cumpre com as condições do Latin NCAP, reconhecidas internacionalmente.

 

O último modelo avaliado no teste foi o Chevrolet Ageo, produzido no México, agora com dois airbags como equipamento padrão, foi testado em impacto frontal e lateral. O resultado foi de zero estrela para a proteção do ocupante adulto e três estrelas para a proteção do ocupante infantil. A versão sem airbag desse modelo foi avaliada pelo Latin NCap em 2015 e obteve zero estrelas para os ocupantes adultos, No último teste, o Chevrolet Aveo apresentou uma proteção pobre no peito do motorista, mesmo contando com airbags.

O desempenho estrutural do Aveo foi qualificado como instável, da mesma forma que a área dos pés da estrutura, fato que explica, também, o movimento da coluna de direção e dos pedais, aumentando o risco de lesões no motorista. 

 

Para Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP, "é alentador ver as melhoras da Nissan com o Murano, ganhando, rapidamente um nível de cinco estrelas para adultos, bem como maiores níveis de segurança para o Kicks". Ainda de acordo com o secretário, o Latin NCAP demonstrou, mais uma vez, que o fato de incorporar airbags não garante que um veículo seja seguro quando a estrutura é instável.

"Solicitamos à GM que proporcione à América Latina e ao Caribe os mesmos níveis de segurança oferecidos, de forma padrão, em outros mercados. Esses três resultados mostram, novamente, a relevância e os benefícios de testar todos os modelos disponibilizados no mercado, conseguindo que níveis mínimos de segurança globais sejam padrão para todos os consumidores da América Latina e do Caribe, antes que as regulações governamentais. Veículos mais seguros economizam tempo e salvam vidas", ressalta. 

Associe-se e tenha acesso a um mundo de vantagens e benefícios. Clique aqui e confira

Ricardo Morales Rubio, Presidente da Comissão Diretiva do Latin NCap, destacou que no encerramento deste ano 2017 foi percebida a boa reação dos fabricantes a respeito dos testes do Latin NCAP. "As melhoras nos modelos do mercado são uma resposta antecipada aos resultados dos testes de colisão, por cima das exigências dos governos locais. Os novos modelos com melhores níveis de segurança atendem ao planejamento das marcas baseados no início do conceito do produto”.

Veja também:

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

waze
apple
amazon-vende-brasil
conta-corrente-como-abrir

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.