Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Renault Sandero, Logan e Stepway: Parecem iguais, mas são diferentes na proteção para batidas laterais
A versão fabricada na Colômbia oferece mais segurança contra impactos laterais do que a fabricada no Mercosul
11 dezembro 2019 |

O Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e o Caribe, a Latin NCAP, apresentou o resultado dos modelos Renault New Sandero, Logan, Stepway. Os modelos,  atualizados recentemente, produzidos no Brasil, na Argentina e na Colômbia, ganharam uma estrela para a proteção de ocupantes adultos e quatro estrelas para a proteção dos passageiros infantis e depois de revistos conquistaram três estrelas para a proteção dos adultos e quatro estrelas para a segurança dos ocupantes crianças.

O Latin NCAP avaliou as versões produzidas na Argentina, no Brasil e na Colômbia em um teste de impactos lateral e lateral de poste da versão melhorada, mais recente, do modelo; alcançando três estrelas para proteção de ocupantes adultos e quatro estrelas para a segurança de ocupantes infantis. O Latin NCAP identificou que existem três diferenças principais que explicam os diferentes níveis de proteção oferecidos por cada base do Renault Sandero, Logan e Stepway: tamanho e forma dos airbags laterais de cabeça-tórax, intrusão estrutural na proteção contra batidas laterais e estrutura dos bancos dianteiros.

O Latin NCAP identificou diferenças na forma e no volume dos airbags de tórax e de cabeça nas unidades produzidas na Colômbia com as produzidas no Mercosul. Seguindo a experiência do Latin NCAP, o airbag da versão colombiana (volume de 22 litros e maior área de cobertura) oferece uma proteção mais robusta em comparação com os airbags das versões argentinas e brasileiras (com volume de 18 litros e área de cobertura mais restrita).

  

Os veículos feitos na Colômbia mostraram um dano um pouco menor no teste de batida de impacto lateral do que os carros fabricados no Mercosul. É possível que os motivos sejam as diferenças de materiais e/ou diferenças nos processos de produção.

A versão colombiana tem uma estrutura diferente dos bancos dianteiros que parecem oferecer mais robustez do que os veículos fabricados no Mercosul. Essas três diferenças se traduzem em melhor proteção contra impactos laterais e laterais de poste da versão colombiana sobre a versão do Mercosul. Os veículos fabricados na Colômbia tem uma cópia dos sistemas de retenção de impacto lateral do modelo europeu (Dacia), enquanto os sistemas de retenção de impacto lateral dos feitos no Mercosul são uma versão modificada, com pior proteção.

O Latin NCAP questiona a necessidade de a Renault oferecer uma estrutura diferente e desenvolvimento de sistemas de retenção para carros produzidos no Mercosul quando eles estavam cientes de que a versão de retenção para veículos fabricados na Colômbia mostrou sistemas reforçados de retenção para melhor proteção. Para a classificação por estrelas, os resultados da versão Mercosul foram considerados os piores.

De qualquer forma, a classificação por estrelas para adultos não poderia ter sido superior a três estrelas, uma vez que o veículo não possui o sistema de lembrete de uso do cinto de segurança (SBR) para o passageiro da frente e o nível de disponibilidade do Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) está abaixo dos volumes de exigência do Latin NCAP. Todos os Renault Sandero/Logan/Stepway até VIN 93Y5SRZ85LJ319432 (data 10/12/2019) para carros fabricados no Brasil; até VIN 8A14SRYE5LL345154 (data 03/12/19) para veículos fabricados na Argentina, e até VIN 9FB4SR0EGLM157526 (data 18/07/2019) para veículos fabricados na Colômbia são uma estrela para proteção de ocupantes adultos e quatro estrelas para proteção de ocupantes infantis. A partir desses VINS e datas para cada planta de produção, os Renault Sandero/Logan/Stepway têm três estrelas para proteção de ocupantes adultos e quatro estrelas para proteção de ocupantes infantis.

Leia também

teste cadeirinha batida lateral
duster_crashtest_lateral
combustivel

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.