Notícia

Primeira pick up aprovada pelo Latin NCAP com cinco estrelas

09 setembro 2015

09 setembro 2015

Com cinco estrelas para ocupantes adultos, a Toyota New Hilux é aprovada pelo Latin NCAP; Hyundai Grand i10 decepcionou com nenhuma estrela.

O Latin NCAP continua a estimular o aperfeiçoamento dos níveis de proteção dos ocupantes adultos e crianças, que, em muitos países, ainda estão abaixo dos padrões mínimos de segurança estipulados pelas Nações Unidas. Os últimos resultados foram de uma qualificação cinco estrelas para o ocupante adulto, atingida pela Toyota New Hilux, à decepcionante, sem estrela, para adultos obtida pelo Hyundai Grand i10. Porém, nenhum destes veículos são vendidos no Brasil.


A Toyota Hilux conseguiu as cinco estrelas para a proteção do ocupante adulto e quatro estrelas para a proteção do ocupante criança. A estrutura do veículo é robusta, e os três airbags oferecidos pela versão de equipamento padrão, com os cintos de segurança, protegeram corretamente os ocupantes no teste de impacto frontal. 


A Hilux também proporciona boa proteção no impacto lateral. A Hilux conta com três airbags frontais (cabeça, peito e joelhos para o motorista, e cabeça e peito para o acompanhante), freios ABS em quatro canais e lembrete de cinto de segurança para ambos os ocupantes da frente na versão padrão. 


A versão testada pelo Latin NCAP foi fabricada na Tailândia, sendo exportada para alguns mercados da América Latina. O Latin NCAP testará, também, a versão fabricada na Argentina, quando estiver no mercado, mais adiante, ainda em 2015.


A versão básica do Hyundai Grand i10, fabricada na Índia e adquirida no Chile, não obteve estrela em relação à proteção do ocupante adulto, e duas estrelas para o ocupante criança. Em comparação com o mesmo modelo testado pelo Euro NCAP, foram encontradas claras diferenças de equipamento, já que a versão europeia mais básica oferece airbags frontais e laterais.


A versão europeia proporciona ancoragens ISOFIX para os sistemas de retenção infantil, controle eletrônico de estabilidade (ESC) e uma estrutura estável, conseguindo quatro estrelas no Euro NCAP. A unidade testada pelo Latin NCAP não contava com airbags, com ancoragens ISOFIX, nem com ESC; a estrutura era instável. 


Este modelo foi recentemente introduzido em mercados como o da Argentina com melhor equipamento de segurança do que a versão testada pelo Latin NCAP. Contudo, o fraco desempenho da estrutura pode comprometer ainda mais a proteção dos passageiros. 


Sobre Latin NCAP

O Programa de Avaliação de Carros  Novos para a América e o Caribe (Latin NCAP) foi lançado em 2010 para desenvolver um sistema regional de testes de  colisão de veículos independente e de qualificação de segurança na América Latina e no Caribe. 


O Latin NCAP corresponde a programas de testes de consumidores similares aos desenvolvidos nos últimos trinta anos na América do Norte, Europa, Ásia e Austrália que demonstraram ser muito eficazes na melhora da segurança dos veículos. Desde 2010, o Latin NCAP vem publicando os resultados de mais de meia centena de carros em seis fases de teste.


O Latin NCAP informa que apresentará mais resultados neste ano, em novembro e dezembro. Além de receber o apoio do Global NCAP, da Fundação FIA, do International Consumers Research & Testing (ICRT), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Fundo Coreano para a Redução da Pobreza, neste ano, o Latin NCAP também conta com o apoio da Iniciativa Mundial da Segurança Viária Bloomberg Philanthropies.


O Latin NCAP é membro associado do Global NCAP e apoia o Decênio de Ação das Nações Unidas de para a Segurança Viária 2011-2020, especialmente o pilar referente ao veículo do Plano Mundial.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você! 

Se você é associado PROTESTE e precisa de ajuda com nosso conteúdo ligue para (21) 3906-3980.


Imprimir Enviar a um amigo