Notícia

VW Fox e dois modelos da Nissan ganharam quatro estrelas no Latin NCAP

15 dezembro 2015

15 dezembro 2015

Nos novos resultados de testes de impacto do Latin NCAP, dois modelos da Nissan e um modelo da Volkswagen fabricados no Brasil receberam quatro estrelas para a proteção do ocupante adulto.

Nos últimos resultados do Programa de Avaliação de Veículos Novos para América Latina e o Caribe (Latin NCAP) os três modelos Mitsubishi Montero Sport, Toyota Rav4 e Toyota Hilux atingiram as cinco estrelas para a proteção do ocupante adulto e bons resultados para a proteção infantil. 


E quatro modelos, o Hyundai Creta, VW Fox, Nissan Versa e o Nissan March ganharam quatro estrelas para o ocupante adulto e resultados díspares para a proteção do ocupante infantil. Sendo que os dois modelos da Nissan e o modelo da VW são fabricados no Brasil.



Hyundai Creta, fabricada na Índia, atingiu as quatro estrelas para a proteção do ocupante adulto e três estrelas para a proteção infantil. Este é um dos últimos modelos do fabricante que acabou de ser lançado no mercado da América Latina como uma plataforma global. 


A falta de equipamento padrão como freios ABS, lembrete de cinto de segurança para o passageiro e o fato de o fabricante não ter patrocinado o teste de impacto lateral limitou a qualificação. A configuração do equipamento foi feita pela matriz do fabricante.


A falta deste equipamento padrão como versão básica neste modelo decepciona o Latin NCAP, considerando que são importantes para a segurança dos passageiros, junto com o controle eletrônico de estabilidade (ESC) que sua concorrência incluiu, como o Jeep Renegade e o Honda H-RV.


O VW Fox, fabricado no Brasil, recentemente atualizado com um facelift, conseguiu as quatro estrelas em relação à proteção do ocupante adulto e duas estrelas para a proteção infantil. O veículo oferece boa proteção para a cabeça de ambos os passageiros dianteiros. Proporciona, também, boa proteção para o peito do acompanhante e proteção marginal para o peito do motorista. Esse modelo costumava ser produzido no Brasil e era exportado para a Europa. 


A versão para os mercados da América Latina do Fox não conta com ancoragens ISOFIX, ESC, airbags laterais para a proteção lateral, enquanto a versão que era exportada para Europa contava com esses itens como equipamento opcional. As duas estrelas para o ocupante infantil se devem, em parte, à falta de ancoragens ISOFIX, à falta de cintos de segurança de três pontos em todas as posições e não se poder desconectar o airbag do acompanhante caso seja colocado um Sistema de Retenção Infantil (SRI) voltado para trás.



Mitsubishi Montero Sport, fabricada na Tailândia, recentemente lançada no mercado da América Latina, atingiu as cinco estrelas para o ocupante adulto e três estrelas para o ocupante infantil. O veículo oferece três airbags como equipamento básico que, junto com os cintos de segurança e pretensores, proporcionaram boa proteção aos passageiros. 


A criança de 18 meses recebeu boa proteção, mas a cabeça da criança de três anos entrou em contato com o banco do motorista causando uma perda de pontos. O encosto do banco traseiro, por trás do dummy de três anos, se soltou no teste. O veículo oferece ancoragens ISOFIX na segunda fila de bancos e cintos de segurança de três pontos em todas as posições.


O Nissan March, fabricado no Brasil, conseguiu as quatro estrelas no tocante à proteção do ocupante adulto e uma estrela para o ocupante infantil. O modelo está equipado com duplo airbags e pretensores desde a recente mudança de produção. As cabeças dos ocupantes adultos receberam boa proteção e os peitos receberam proteção marginal adequada.


A baixa pontuação atingida para a proteção infantil se deve à falta de cintos de três pontos em todas as posições, à falta de possibilidade de desconectar o airbag do acompanhante, à má sinalização de advertência de quando se coloca um sistema de retenção infantil voltado para trás e à falta de ancoragens ISOFIX. A Nissan tinha patrocinado o teste do March em 2011. 



Nesse momento, o Latin NCAP tinha ressaltado a estrutura instável do March em comparação com a versão europeia chamada Micra, testada pelo Euro NCAP em 2010. O Latin NCAP destaca agora as melhorias que a Nissan fez neste modelo. Como um claro sinal da alteração estratégica que a Nissan está realizando para tornar os veículos mais seguros, depois de melhorar o Tiida Sedã em 2015, a Nissan aperfeiçoou as estruturas do March e Versa e seu equipamento de segurança, bem como seu desempenho. Ambos os modelos foram testados pelo Latin NCAP.


Nissan Versa, fabricado no Brasil, conseguiu as quatro estrelas para a proteção do ocupante adulto e duas estrelas para o ocupante infantil. Este modelo está agora equipado, em todas as versões, com duplo airbags e pretensores. As cabeças foram bem protegidas pelos airbags e os peitos receberam proteção adequada. 


A baixa pontuação a respeito do ocupante infantil se deve à falta de cintos de segurança de três pontos em todas as posições, à má sinalização de advertência, além de não contar com a possibilidade de desconectar o airbag do acompanhante quando se instala um SRI voltado para trás, e à falta de ancoragens ISOFIX.



A Toyota Hilux, fabricada na Argentina, atingiu as cinco estrelas para a proteção do ocupante adulto e cinco estrelas para o ocupante infantil. A estrutura do veículo é forte e os três airbags como equipamento básico, junto com os cintos de segurança, oferecem boa proteção no impacto frontal. O carro, também, proporciona boa proteção no impacto lateral. 


A Hilux conta em seu equipamento básico com três airbags frontais (cabeça e peito do motorista, joelhos do motorista e cabeça e peito do acompanhante), freios ABS em quatro canais, lembrete de cinto de segurança para ambos os passageiros dianteiros. O bom resultado obtido para a proteção infantil se deve aos cintos de segurança de três pontos em todas as posições, ancoragens ISOFIX, possibilidade de desconexão do airbag do acompanhante, e boa sinalização para os consumidores.


O Latin NCAP testou o mesmo modelo fabricado na Tailândia em setembro de 2015. A melhor qualificação para o ocupante infantil ocorreu porque o fabricante decidiu testar a versão fabricada na Argentina com SRI, que não estavam disponíveis no mercado no primeiro teste. Os SRI utilizados para ambos os dummies, neste teste, foram os Takata MIDI 2. Estes SRI oferecem a possibilidade de colocar o dummy de três anos olhando para trás, demonstrando benefícios em relação à proteção.


A Toyota Rav 4, fabricada no Japão, conseguiu as cinco estrelas no tocante à proteção do ocupante adulto e quatro estrelas para a proteção infantil. A estrutura do veículo é forte e os três airbags e cintos de segurança protegem bem os ocupantes no impacto frontal. 


O carro oferece boa proteção no impacto lateral. A Rav4 conta com três airbags frontais (cabeça e peito do motorista, joelhos do motorista e a cabeça e peito do acompanhante), freios ABS em quatro canais e lembrete de cinto de segurança para passageiros da frente, como padrão em todas suas versões.


A Hilux e Rav 4 são os primeiros modelos testados pelo Latin NCAP a utilizar a nova geração de SRI, chamada i-Size, que mostram importantes benefícios para a proteção de ambas ocupantes crianças. 



Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você! 

Se você é associado PROTESTE e precisa de ajuda com nosso conteúdo ligue para (21) 3906-3980.


Imprimir Enviar a um amigo