Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Presentes de Natal podem ter diferença de preços de 4.760%, mostra pesquisa PROTESTE

Levantamento foi feito no Rio de Janeiro; pesquisar antes de comprar é a melhor opção para economizar nas compras

20 dezembro 2019 |

O Natal aquece a economia todos os anos e em 2019 não deve ser diferente. De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), esse período deve movimentar R$ 60 bilhões em todo Brasil. Na cidade do Rio de Janeiro, para ajudar os consumidores a tomarem a melhor decisão na hora das compras dos presentes de Natal, a PROTESTE fez um levantamento dos menores preços e onde encontrá-los. A qualidade dos itens não foi avaliada, somente os valores.

Também é possível economizar na hora da ceia

Como em todas as pesquisas realizadas pela PROTESTE, a indicação é que o consumidor não realize a compra no primeiro estabelecimento que entrar ou que fez a busca online. Ele tem que pesquisar antes para encontrar os melhores preços. 

A PROTESTE possui uma ferramenta que ajuda a encontrar o melhor preço online, o Mais Barato PROTESTE, uma extensão para ser instalada no navegador Chrome. Ela está disponível em https://maisbarato.proteste.org.br.

Segundo a CNDL, na hora de dar presentes, os brasileiros preferem roupas, que representam 58% de procura nas lojas, seguido pelos brinquedos (40%), perfumes e cosméticos (34%), calçados e acessórios (25%), livros (17%) e smartphones (14%).

A pesquisa da CNDL ainda mostra que 77% dos consumidores devem comprar presentes, o que representa 119,8 milhões de brasileiros. O número é um pouco menor que em 2018, quando o percentual era de 79%, ou seja, 122,1 milhões de pessoas.

A pesquisa da PROTESTE foi feita entre os dias 2 e 8 de dezembro com 37 produtos. Os especialistas da PROTESTE visitaram 163 lojas em ruas e shoppings das regiões norte, oeste, centro e sul da cidade. Ao todo, foram pesquisados 600 preços. 

Também foram verificados valores de produtos de tecnologia em 37 lojas online entre os dias 8, 9 e 10 de dezembro, de 114 modelos de produtos tecnológicos - e-reader, smartphones e tablet. 

RESULTADOS

Brinquedos

Boneco Luccas Neto, popular entre as crianças

Foram avaliados 35 produtos, entre 27 variações da boneca Baby Alive, duas de Banco Imobiliário, três do Boneco Luccas Neto e mais três da massinha Play Doh. A maior variação percentual encontrada para o Super Banco Imobiliário, do tipo Maquininha: Cartão de Crédito foi de 53%. O preço variou de R$ 148,00, na Ri Happy, do shopping Nova América, na zona norte, até R$ 226,40 na Toy Boy, do BarraShopping, na região oeste - uma diferença de R$ 78,40.

Já para o Banco imobiliário: Dinheirinho, a maior variação foi de 53,2%, comparando o menor preço (R$ 90,99), nas Americanas do Norte Shopping, com os das lojas Toy Boy do centro e do Botafogo Praia Shopping, na zona sul (R$ 139,40). A economia é de R$48,41.

As maiores variações para a boneca Baby Alive, muito popular entre as crianças, foram encontradas nos modelos Adoro Macarrão e Passos e Sorrisos. O primeiro foi encontrado por R$ 199,99 nas lLojas Americanas, do BarraShopping, e por R$ 399,99 na loja PB Kids. Ao pesquisar os preços no mesmo shopping, o consumidor economizaria R$ 200,00 -com este valor daria para levar duas bonecas ao invés de uma.

O modelo Passos e Sorrisos foi encontrado por R$ 299,95 na loja Star Brink, do centro e por R$ 599,95 na mesma loja, do BarraShopping. A variação, também de 100%, reforça que dependendo da localização, a mesma loja pode ter preços diferentes para o mesmo produto. O modelo mais barato dessa linha de bonecas foi o Dorme Bebê, por R$ 49,99, na Casa & Video, do BarraShopping.

Do boneco Luccas Netto foram pesquisados três tamanhos diferentes - com 45 cm, 30 cm, 15 cm. O boneco de 45 cm teve a maior variação de preço, de 33,3 %. Na loja Magal, do centro, ele custava R$ 149,99 e na loja PB Kids, do BarraShopping, e na Ri Happy, do shopping Metropolitano, ambas da zona Oeste, ele custava R$ 199,99. Ao pesquisar o consumidor poderia economizar R$ 50,00.

A pesquisa sobre a massinha Play-Doh foi focada em três tipos – com uma unidade de 112 gramas, com duas de 168 gramas e com oito de 448 gramas. A maior variação de preços foi de 67%, encontrada na unidade de 112 gr. A massinha foi encontrada por R$ 10,00 no Planetox, no Norte Shopping, e por R$ 5,99 nas Lojas Americanas, do shopping Rio Sul, na zona sul, e do centro da cidade.

A PROTESTE identificou na pesquisa que na mesma rede de lojas o mesmo produto muda de preço de acordo com o bairro. A massinha custou R$ 9,99 nas Americanas, do shopping Nova América, na zona Norte - R$ 4,00 de diferença, ou seja, 67 % a mais que a loja do shopping na zona sul e do centro.

Para a versão vendida com duas unidades de 168 gr, o maior preço encontrado foi de R$ 19,90, na loja Santax, do Centro, e o menor preço foi de R$ 14,99, em seis unidades das lojas Americanas, em quatro da Casa&Video, três da Ri Happy  (veja quais nas tabelas, anexa) e em uma unidade da loja Magal. Isto mostra uma variação de 33%.

Para o conjunto com oito unidades, a maior variação foi de R$18,05 entre o preço de R$ 39,95, das lojas Star Brink, do BarraShopping e do centro, e R$ 58,00, das lojas Brink Center, do centro, Rio Sul e Norte Shopping. 

Moda Praia

A PROTESTE pesquisou preços para o biquíni de lacinho (parte de baixo) e do tipo cortininha (parte de cima) no tamanho M. Na loja Brazil Roupas, no centro, um biquíni deste tipo custa R$ 10,00 e R$ R$ 486,00, na loja Rosa Chá, do Rio Sul,  na zona Sul. A variação é de 4.760%, uma economia de R$ 476,00.  O consumidor poderia presentear 48 pessoas se comprasse na loja mais barata com o valor que seria pago na loja mais cara.

A sunga também foi alvo da pesquisa. Uma peça normal preta, tamanho G, teve variação de preço de 1.436,9 %. Ela pode ser comprada por R$ 14,90, na loja Shazam, no centro, e por R$ 229,00, na Richard’s, do shopping Rio Sul. Neste caso, seria possível dar 15 sungas como presente de Natal se elas fossem compradas na loja mais em conta com o valor que seria gasto em uma peça na loja mais cara.

Diferente dos brinquedos e dos produtos eletrônicos, nos casos de roupas e acessórios da moda as marcas têm uma influência maior nos preços. Nessa pesquisa, a qualidade dos produtos não foi avaliada, somente os valores.

Eletrônicos

Entre os e-readers (leitores de livros digitais), o modelo Kindle 6” 8 Gb mostrou a maior diferença de preço - 43,2 %. O produto foi encontrado por R$ 383,99 na loja online Onofre Agora e por R$ 549,90 na Casa & Vídeo. O consumidor economizaria R$ 165,01, somente fazendo uma pesquisa rápida na internet. O item mais barato encontrado na pesquisa foi o Kindle 10ª geração 6’’ 4 Gb. Ele estava por R$ 289,90 na Kabum. O preço dele variou 20,4%, chegando a R$ 349,00 na Mobcomstore. Além dos preços, é importante que o consumidor verifique o valor do frete, que não foi levado em consideração nesta pesquisa. Também é preciso checar se a loja é de confiança. A PROTESTE pesquisou os preços apenas de lojas confiáveis.

Smartphones

A maior diferença entre os preços dos smartphones pesquisados foi de 142,7 %. Ela foi encontrada no modelo Motorola Z3 Play 64 Gb, que no Carrefour estava R$ 999,00 e, no Shop Loko, R$ 2.424,90, ou seja, R$ 1.425,90 a mais que na primeira loja citada. Com essa diferença seria possível comprar dois celulares do modelo e sobraria R$ 426,90, que daria para comprar um Kindle Paperwhite 6” 8 Gb, de R$ 383,99.

O produto mais barato foi o Motorola Moto G6 Play 5,7” 32 GB 4G, que custava R$ 729,99, no site Submarino. Este mesmo modelo foi também encontrado por R$ 1.349,00, na loja Girafa. Uma variação de 84,8 %, o que representa uma economia de R$ 619,01. 

Tablets
A pesquisa encontrou a maior diferença de preço entre os tablets, de 51,4 %, no modelo Samsung Galaxy A 2019 8”. O menor preço foi R$ 989,99 nas Americanas e o maior foi R$ 1.499,00, na loja Ponto Frio. Se o consumidor buscasse nos dois sites e optasse pelo menor valor, a economia seria de R$509,01.

O Samsung Galaxy A 2019 8” 32 Gb foi o mais barato identificado na pesquisa, encontrado pelo valor de R$ 599,00 nas Americana. No Ponto Frio o mesmo item custa R$ 799,00 - uma variação de 33,4%.

PESQUISE E ECONOMIZE

A maior diferença de preços identificada na pesquisa da PROTESTE foi nos itens de moda praia – biquíni e sunga. Como dissemos acima, marcas de vestuário influenciam os preços das peças. Não avaliamos a qualidade dos produtos pesquisados, mas serve como um alerta para o consumidor de roupas e acessórios, que com uma boa pesquisa é possível chegar a uma boa economia.

Também identificamos na pesquisa que é possível, em um mesmo shopping, comprar dois  produtos pelo preço de um, como no caso da boneca Baby Alive Adoro Macarrão. O brinquedo foi encontrado por R$ 199,99 nas Americanas e por R$ 399,99 na loja PB Kids, ambas no Barra Shopping. 

Nos eletrônicos pesquisados em lojas online também encontramos grandes diferenças. Se o consumidor pesquisar também nessa modalidade de compra, poderá fazer uma boa economia. No caso do smartphone Motorola Z3 Play 64 Gb, por exemplo, a diferença de preços foi de 142,7 %. Ele é vendido por R$ 999,00 no Carrefour e por R$ 2.424,9 no Shop Loko – uma economia de R$ 1.425,90. 

Como em todas as pesquisas realizadas pela PROTESTE, a indicação é que o consumidor não realize a compra no primeiro estabelecimento que entrar. Ele tem que pesquisar em lojas físicas e online para encontrar os melhores preços.

Leia também

Mais-barato-PROTESTE2
guia-supermercados
anuncios falsos no facebook

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.