Notícia

Financiar ou alugar: o que é melhor?

28 novembro 2014

28 novembro 2014

Antes de decidir, avalie todos os custos envolvidos, para não ter problemas depois.

A decisão de financiar ou alugar um imóvel deve ser tomada com cautela. Se optar pelo financiamento, é preciso ter cuidado desde a simulação no banco. Você pode até tentar aumentar o valor da renda ao fazer a simulação, mas será necessário comprovar os dados ao assinar o contrato. Em relação à entrada, quanto maior, melhor – se ela for pequena (apenas os 20% mínimos exigidos pelas instituições, por exemplo), o financiamento será mais oneroso. Logo, para compensar, você deverá, necessariamente, ter uma renda mais alta para que as parcelas do financiamento não pesem no seu orçamento.

Existem vantagens e desvantagens nos dois casos. Confira na tabela abaixo alguns exemplos:


Vantagens do aluguel

Vantagens do financiamento

Se você está em uma fase de vida

em que pode mudar de cidade ou país ou se é jovem, ingressando no mercado de trabalho, com chances de mudar de emprego.

Pagar por um bem que será próprio. Além

disso, a possibilidade da valorização atrai quem compra para investir e vender futuramente.

Economia: se você puder pagar um aluguel barato e tem uma renda alta, poderá economizar o valor da entrada de um financiamento.

O contrato do financiamento não sofre alterações como o do aluguel, que, em

geral, muda a cada três anos. E você não terá que se mudar sem desejar.

Baixo custo de manutenção: as reformas do

imóvel são obrigações do proprietário.

Possibilidade de personalização: você

pode reformar o seu imóvel do jeito que bem

entender, na hora em que desejar.

Opção para quem não pode financiar, já que no Brasil quase não há opções de financiamento de 100% do imóvel.

Versatilidade: há quem aplique o

valor que seria para a entrada de um financiamento, revertendo parte dos lucros para pagar um aluguel. Mas só pode fazer isso quem é experiente, pois são investimentos com risco elevado.



Imprimir Enviar a um amigo