Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

O que mudou na hora de declarar seu patrimônio?
A Receita está mais exigente a respeito das informações dos contribuintes. Este ano ainda de forma opcional, mas a partir do ano que vem será obrigatório
21 março 2018 |
imposto de renda

A partir da declaração de imposto de renda deste ano, a Receita está mais detalhista em relação algumas informações patrimoniais dos contribuintes. Agora, além de informar bens como imóvel, automóvel, contas e investimentos, é preciso passar informações mais específicas.

Por exemplo, no caso de um imóvel, caso ele tenha sido comprado por um valor a partir de R$ 300 mil, já era obrigatório declarar. O contribuinte também poderia acrescentar a esse valor possíveis melhorias por motivos de reformas (devidamente comprovadas). Na declaração deste ano haverá campos para oferecer mais detalhes tais como: Inscrição Municipal (IPTU), endereço, área, matrícula e em qual cartório o bem foi registrado.

Quer tirar outras dúvidas em relação a imposto de renda?Conheça o nosso e-book

Em relação a automóveis a lógica é a mesma, informe o valor da compra do carro e só altere se você instalou acessórios e equipamentos no carro ou realizou procedimentos que valorizaram o bem, como blindagem. Na parte referente a discriminação do bem informe os dados do veículo (modelo, ano de fabricação e placa), do vendedor (nome, CPF ou CNPJ) e a forma de pagamento utilizada. A novidade é que agora terá um campo específico para o contribuinte inserir o número do Renavam. Essa informação ainda é opcional para a declaração deste ano.

Outra mudança é em relação ao detalhamento de contas correntes e de investimentos. Em relação as contas, é só selecionar a opção referente a “Depósito bancário em conta corrente no país” e além da discriminação normal, onde informa-se o valor em 31/12/2016 e em 31/12/2017, informação disponível no informe de rendimentos disponibilizados pelos bancos, agora haverá um campo referente ao CNPJ da instituição. Para investimentos, existem muitas opções dentro de “Bens e Direitos”, mas todas além da discriminação também disponibilizam um campo para informar o CNPJ da instituição financeira.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

casal-sonhando
bitcoin-criptografia
cartão-santander

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.