Notícia

Fundos multimercado: sem dados claros

15 março 2011

15 março 2011

Sem informações precisas, é possível que investidores coloquem dinheiro em papéis geradores de dívidas superiores ao seu patrimônio líquido.

No caso dos fundos multimercado, alguns pontos ainda deixam você desprotegido. Houve um retrocesso em relação a transparência ao investidor. Alterações em 2009 ampliaram as classificações de sete para dez subclassificações dificultando o entendimento do investidor leigo.

Com as atuais subclassificações, o investidor tem dificuldade em saber se o fundo é alavancado ou não. Ou seja, se pode acarretar perda superior a de seu patrimônio líquido. É uma situação em que os cotistas se obrigam a colocar mais dinheiro para pagar as dívidas contraídas através da política de investimentos do fundo.

Com a chegada de novos investidores no mercado de renda variável, nós consideramos essencial a informação sobre alavancagem. Muitos ainda são leigos e inexperientes. Além disso, mesmo para os investidores mais interados ao assunto, a compreensão quanto a alavancagem através de leitura de prospecto e regulamento de alguns fundos é simplesmente impossível.

No último teste comparativo que fez a PROTESTE constatou que vários regulamentos de fundos não eram claros em informar se o fundo é alavancado ou não.

O mais grave em relação a essa questão, é que segundo a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que é a instituição responsável pela regulamentação da indústria de fundos de investimentos no Brasil, as administradoras de fundos só são obrigadas a colocar as seguintes frases para indicar se o fundo é alavancado:

“Este fundo de cotas aplica em fundo de investimento que utiliza estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas.” ou;

“Este fundo de cotas aplica em fundo de investimento que utiliza estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas, podendo inclusive acarretar perdas superiores ao capital aplicado e a conseqüente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais."

Segundo a Associação Nacional dos Bancos de Investimento (ANBID) os fundos multimercado eram divididos em sete grupos:

  • Multimercado sem renda variável;
  • Multimercado sem renda variável com alavancagem;
  • Multimercado com renda variável;
  • Multimercado com renda variável e alavancagem;
  • Balanceados,
  • Long and short;
  • Capital protegido.

Agora existem dez subgrupos, cujas definições pouco esclarecem o investidor mais leigo, além de não serem explícito em relação à alavancagem. As atuais subclassificações são:

  • Long and Short (Direcional e Neutro);
  • Multigestor;
  • Juros e Moedas;
  • Macro;
  • Multiestratégia;
  • Trading;
  • Estratégia Específica;
  • Balanceado
  • Capital Protegido.

Imprimir Enviar a um amigo