Notícia

Saiba como investir em moedas estrangeiras

26 setembro 2016
cambio

26 setembro 2016
Moedas como o Dólar e o Euro são as melhores alternativas proteger o seu poder de compra? Confira nossas dicas e veja se este tipo de investimento vale a pena para você.

Saiba como investir em moedas estrangeiras

Quando se trata de moedas estrangeiras, o dólar e o euro são as mais populares no Brasil. E por aqui, há sempre aqueles que preferem comprar quando percebem que sua cotação se valoriza muito em relação ao Real, há os que guardam e aqueles que julgam ser o investimento mais seguro. Mas será que investir em nessas moedas realmente compensa no curto, médio ou longo prazo? 

Antes de começar a investir na valorização de dólar ou euro, é importante saber que moedas são ativos de renda variável e de modo geral, costumam oscilar como as ações na bolsa de valores, por exemplo. Isso significa que, assim como no mercado de ações não há garantia nenhuma de que o investidor vai obter um retorno. 

Conheça as opções para investir

Definido o seu perfil, necessidade e objetivo, é hora de conhecer as principais opções de investimento e as diferenças de cada uma delas. 

  • Papel moeda: essa é a mais comum e trata simplesmente em comprar a moeda em alguma casa de câmbio autorizada pelo Banco Central e guardar o montante em casa ou em algum cofre;
  • Fundos cambiais: os fundos cambiais aplicam pelo menos 80% de sua carteira em ativos - de qualquer nível de risco de crédito - relacionados diretamente indiretamente à moeda norte-americana ou à europeia. O montante não aplicado em ativos relacionados direta ou indiretamente ao dólar ou ao euro deve ser aplicado somente em títulos e operações de Renda Fixa (pré ou pós-fixadas a CDI/Selic);
  • Fundo multimercado: Essa não chega a ser uma opção para quem fazem questão em investir somente em moeda estrangeira. Na realidade, os fundos multimercado possuem uma política de investimentos flexível, podendo investir em diversas classes de ativos entre eles moeda estrangeira. Dessa forma, se na visão dos gestores do fundo o momento for propício para investir em moeda estrangeira, elas constarão na carteira do fundo, e você estará indiretamente investindo. Caso contrário, não;
  • Derivativos: Como o nome sugere, eles são instrumentos em que os valores financeiros derivam dos preços de outros ativos. Neste caso, o ativo seria a própria moeda estrangeira, enquanto o valor do derivativo - que pode ser um contrato no mercado futuro, ou a termo, ou uma opção de compra e de venda - vai depender de acordo com o valor da cotação do dólar. Dessa forma, quanto mais o dólar se valorizar em relação ao real, mais irá valorizar um derivativo que se beneficie da valorização da moeda. Proporcionalmente, se a moeda desvalorizar, seu preço irá cair no mercado. 


Investir em moedas gera um bom rendimento?

A cotação atual da moeda americana foi muito apreciada devido ao momento de crise econômica e recente crise política no país, mas isso não é uma tendência de longo prazo. Quem comprou dólares às vésperas das eleições de 2002, por exemplo, e manteve até hoje, comprou a uma cotação bem próxima de R$ 4,00 e até hoje não conseguirá vender para obter lucro. 

Sendo assim, apesar da tentação ser grande de comprar dólar quando vemos a cotação aumentando a cada dia, o investimento em moedas estrangeiras não é recomendável para os menos experientes, pois, além de ser de alto risco, não é uma boa opção para quem visa obter lucros em longo prazo. Dependendo do seu perfil ou objetivo, pode ser válidoé mais vantajoso investir em alternativas mais seguras como oaplicações atreladas ao CDI ou até mesmo a poupança, que para o prazo de dez anos apresentaram rendimento superior ao das moedas, e para o curto prazo também. 

 

Nem o prazo é determinante no retorno 
 
 A cotação atual da moeda americana foi muito apreciada devido ao momento de crise econômica e recente crise política no país, mas isso não é uma tendência de longo prazo. Quem comprou dólares às vésperas das eleições de 2002, por exemplo, e manteve até hoje, comprou a uma cotação bem próxima de R$ 4,00 e até hoje não conseguirá vender para obter lucro. 

Sendo assim, apesar da tentação ser grande de comprar dólar quando vemos a cotação aumentando a cada dia, o investimento em moedas estrangeiras não é recomendável para os menos experientes, pois, além de ser de alto risco, não é uma boa opção para quem visa obter lucros em longo prazo. Dependendo do seu perfil ou objetivo, é mais vantajoso investir em alternativas mais seguras como aplicações atreladas ao CDI ou até mesmo a poupança, que para o prazo de dez anos apresentaram rendimento superior ao das moedas, e para o curto prazo também. 

 

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo