Notícia

Compras de Natal: evite o estresse

06 dezembro 2011

06 dezembro 2011

Liste as pessoas para quem pretende dar presentes e o quanto vai gastar. E para não ter dores de cabeça, compre tudo com antecedência.

O Natal está chegando e já é hora de comprar os presentes para a família e os amigos. Comece fazendo uma lista com os nomes das pessoas próximas e, ao lado de cada uma, coloque as opções do que comprar. Há “opções-curinga”, sempre bem-vindas e que você pode encontrar em diversas faixas de preço, como CDs, porta-retratos, blocos de anotações e agendas. Roupas e calçados também são bons presentes, embora sejam mais caros.

Além disso, se você não conhece bem a pessoa presenteada, corre o risco de comprar uma peça que ela não irá gostar. Portanto, não arrisque. Artigos como vinhos, queijos e chocolates, também exigem certa convivência com a pessoa presenteada. Só assim, você terá certeza da escolha. Para quem pode gastar um pouco mais, as tradicionais cestas de Natal, geralmente feitas por encomenda, são boas sugestões.

Se você quer apenas distribuir lembrancinhas, os bazares beneficentes têm boas opções. Você paga mais barato e ainda ajuda quem precisa. Mas observe bem as condições dos produtos adquiridos, pois não há possibilidade de troca.

Evite o aperto das lojas

Procure ir às lojas em horários com menos aglomerações. Você evita o aperto das lojas e pode encontrar produtos novos. E não compre por impulso: compare preços e condições de pagamento.

Se optar por lojas virtuais, compre com antecedência, já que no final do ano esses sites recebem uma enxurrada de pedidos e, muitas vezes, não dão conta das entregas ou podem vender um produto sem tê-lo em estoque. As lojas físicas oferecem grandes promoções no Natal, mas é preciso ter certeza de que todas as condições dos anúncios que você vê na TV, na Internet ou em encartes impressos, são mesmo reais.

É preciso pensar ainda nas embalagens: se a loja embrulhar as compras, melhor. Se não puder, calcule a quantidade necessária de papel, fita adesiva, laços e outros enfeites. Vale uma pesquisa de preços para embalagens também, já que em shoppings, os artigos de papelaria costumam ser mais caros.


Imprimir Enviar a um amigo