Notícia

Dicas para o presente do Dia dos Pais

01 julho 2016
Dia dos pais

01 julho 2016
É preciso pesquisar bem antes de se decidir pela compra e conhecer seus direitos para evitar transtornos. Confira nossas dicas e para economizar e acertar na escolha.

Dicas para não se endividar com o presente para os pais

Para não ter problemas com os presentes para o Dia dos Pais, é preciso antes de sair às compras  seguir algumas dicas para compras conscientes que não gerem endividamento, o que pode evitar futuros transtornos. A PROTESTE reuniu algumas dicas para que você possa optar pela melhor alternativa e aliar o gosto do pai ao seu bolso. 

Saiba como economizar 

Pesquisar presentes alternativos pode ser uma saída para gastar menos e, ainda assim, alegrar o presenteado. Após escolher o presente pesquise bem em lojas online confiáveis, compare os preços e tenha atenção com valores parcelados oferecidos como “sem juros”. É possível encontrar o mesmo produto com preço mais baixo pagando à vista. Não adianta investir num presente caro e comprometer o orçamento com um endividamento futuro. 

Fique atento aos seus direitos 

Qualquer que seja a escolha, você estará amparado pelo Código de Defesa do Consumidor, que dá um prazo de 30 dias para reclamar de vícios (problemas) aparentes e de fácil constatação para produtos não duráveis (bebidas e alimentos), e de 90 dias para produtos duráveis (vestuário, CDs, eletrônicos, telefones celulares). Caso o problema seja difícil de ser constatado, o chamado vício oculto, os prazos passam a ser contados a partir do seu conhecimento.

Como a troca só é obrigatória em caso de defeito, não deixe de negociar com o lojista a possibilidade de substituição do presente, caso não sirva ou não seja do agrado do pai. Exija a nota fiscal da compra, com a qual é possível cobrar garantias e fazer reclamações quanto a problemas futuros. 

Agora, se a opção for levar o pai para almoçar ou jantar fora, é aconselhável fazer reserva para evitar filas. Saiba que a cobrança de consumação mínima é ilegal e o couvert artístico só pode ser cobrado se houver show ao vivo e for informado previamente. 

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo