Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Diferença de preços entre lojas de material de construção é assustadora
Se você pretende reformar sua casa, vai precisar fazer uma longa pesquisa de preços. 
Nosso estudo mostra que, de uma loja para outra, há grande variação de valores, que pode chegar a 177% a mais na conta.
19 setembro 2017 |
PIM_materiais-de-construcao (2)
Se você quer reformar sua casa sem jogar dinheiro fora, precisa pesquisar – e muito – os preços dos materiais de construção. Fizemos um rigoroso estudo de preços de alguns itens essenciais para pequenas obras e o resultado foi assustador. Para você ter uma ideia, em uma distância de apenas dois quilômetros, encontramos o mesmo produto com uma variação de 122%.

Durante o estudo, nossos colaboradores visitaram 38 estabelecimentos, no Rio de Janeiro, e 40, em São Paulo, e coletaram 1.126 preços referentes a 12 produtos. O levantamento foi feito em lojas especializadas em material de construção e home center (como C&C, Leroy Merlin e Casa Show). E a diferença entre um e outro é grande. 

No Rio de Janeiro, vimos que três em cada quatro produtos são mais caros em lojas especializadas. Por exemplo: a argamassa Quartzolit custa, em média, R$ 10,19 em home center e R$ 13,95 em lojas especializadas. Já na cidade paulista, as diferenças não foram significativas.

pimmateriais-de-construcaodistancia-2

 

 

pimmateriais-de-construcaodistancia-sp-2

 
 
 
Chuveiro chega a custar mais que o dobro entre lojas do Rio 

Se você estiver no Rio e precisar comprar um chuveiro elétrico Lorenzetti, prepare-se para encontrar uma diferença que pode chegar a 169%. Ele foi o produto que apresentou a maior variação percentual na cidade, com preços entre R$ 70 e R$ 188. Ou seja, o chuveiro chega a custar mais que o dobro.

A discrepância do tijolo cerâmico (não anunciado por marca) também chama a atenção: 132%. Encontramos valores de R$ 0,47 a R$ 1,09. Já em São Paulo, o produto obteve a maior variação (177%), seguido do conduíte corrugado de 7 metros da Tigre (138%), cujos preços vão de R$ 12,57 a R$ 29,90. 

Já as menores diferenças encontradas foram do Alicate Universal 8'', da Belzer, no Rio, e da tomada de energia 10A – uma entrada, da marca Iriel, em São Paulo. Em relação ao primeiro item, registramos uma diferença de preço de 56% (de R$ 44,90 a R$ 70) e do segundo, 41% (de R$ 6,90 a R$ 9,70).   
 

 

 

 pimmaterial-de-construcao02

 
Também comparamos os preços de marcas famosas com os dos produtos menos conhecidos. Se você não fizer questão das primeiras, a reforma da sua casa poderá ficar ainda mais em conta. Vamos pegar como exemplo a aquisição do material para uma parede de 2,7 metros de altura e 3 metros de comprimento. Se optar pelos itens menos conhecidos, a economia chega a R$ 282, em São Paulo, e a R$ 266, no Rio de Janeiro.
 
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

alimentos-funcionais
Consumidor confuso
Mais-barato-PROTESTE2
colchão

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.