Notícia

Penhor: uma solução para quem precisa de dinheiro rápido

05 setembro 2012

05 setembro 2012

Saiba aqui o que você pode penhorar se está com uma dificuldade financeira momentânea. 

Uma boa opção para quem precisa de dinheiro rápido é o penhor. Basta entregar joias, metais nobres ou algum objeto de valor como garantia da dívida para conseguir o valor que precisa. Outras vantagens incluem as taxas de juros que são mais baixas do que das outras modalidades de empréstimo e a disponibilização do dinheiro é imediata e sem burocracias.

No Brasil, somente a Caixa Econômica Federal está autorizada a realizar essa operação, o que ainda atrai muita gente. Veja uma lista do que você pode penhorar.

·         Joias, metais nobres e pérolas são os itens mais aceitos nas operações. É levado em consideração o valor de cada peça e sua antiguidade.

·         Relógios, canetas e pratarias são aceitos quando originais e com valor significativo.

·         Peças confeccionadas com ouro de teor inferior a 12 quilates ou prata-paládio são aceitas se tiverem valor significativo ou se apresentarem valor histórico ou artístico.

·         O banco não leva em conta o design das peças, mas o seu peso em metal preciso. Por isso, alianças gastas, correntes partidas ou até com pedras preciosas soltas podem ser aceitas como penhora.

·         Não são aceitas joias que contenham enchimento de metal não nobre, em percentual superior a 50%.

Mesmo com as facilidades, o penhor é indicado apenas para uma dificuldade financeira momentânea. Mas o procedimento exige cautela, pois é necessário realizar o pagamento do penhor de uma vez só para recuperar o objeto de valor. Se na data para a quitação do empréstimo você não tiver dinheiro suficiente para saldar a dívida ou fazer uma renovação do penhor (mediante novo pagamento de juros e dos demais encargos), o bem irá a leilão.


Imprimir Enviar a um amigo