Como fizemos o teste

Cafeteira

05 julho 2016

05 julho 2016

Como fizemos o teste

Veja abaixo quais foram os critérios utilizados para fazer o teste com cafeteiras expressas:

Segurança elétrica: testamos a proteção contra choque elétrico nos vãos das tomadas, plugues e acessórios com risco de perigo elétrico ao usuário. Verificamos também a ligação ao cordão de alimentação. Estes testes foram realizados com a introdução de um dedo de prova em vãos das tomadas, plugues e acessórios.

Segurança térmica: medimos a temperatura de contato do lado esquerdo, do lado direito e da parte superior da cafeteira.

Manual de instruções: avaliamos as informações contidas no manual de instruções sobre segurança, utilização, limpeza, prevenção de acidentes e garantia.

Versatilidade: avaliamos a utilização de cápsulas de outro fabricante, a gaveta de recolhimento das cápsulas usadas, a bandeja de resíduos, indicador de bandeja cheia, recipiente para café em grãos, moedor de café, luz indicadora de funcionamento, reservatório para água, suporte removível para xícaras, tubo para função vapor, descanso para xícara com aquecimento, tipo de compactador de café e a possibilidade de fazer dois cafés ao mesmo tempo.

Dimensões: avaliamos o peso da cafeteira, o comprimento do cabo de alimentação e a capacidade do reservatório de água.

Consumo: calculamos o consumo mensal em stand by e o consumo durante a realização do primeiro e do segundo café.

Facilidade de uso: avaliamos o painel de controle, o sistema de abertura e fechamento da montagem, descalcificação e limpeza das cafeteiras expressas.

Desempenho: medimos o tempo gasto para aquecer a água e o tempo gasto para fazer o primeiro e o segundo café. Foram avaliados também aspectos como cor, aroma, sabor, textura e consistência. Medimos a temperatura do café no meio da xícara e valorizamos os modelos que preparam o café entre as temperaturas 64ºC e 70ºC.


Imprimir Enviar a um amigo