Notícia

Fogões continuam com risco de tombamento

28 outubro 2014
fogoes-tambamento-proteste

28 outubro 2014

Após a realização do terceiro teste a PROTESTE pediu ao Inmetro o cancelamento do registro dos fogões irregulares. 

Dois modelos de fogões a gás foram eliminados por risco de tombamento (problema mecânico) no terceiro teste realizado pela PROTESTE com oito marcas de quatro bocas, de piso, fabricados no Brasil.  

As marcas Esmaltec Ibiza Vitro e Muller Sorella apresentaram risco de tombamento e desrespeitaram a norma de certificação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Foi pedido ao Inmetro o cancelamento do registro dos fogões irregulares e que obrigue os fabricantes a informarem os riscos a quem já tem os produtos.

Risco de tombar e de você se queimar

Esses fogões não suportaram o peso de 22,5 kg colocado na porta do forno e tombaram. Assim, se uma criança se apoiar em cima da porta de vidro, o fogão pode cair em cima dela. Por isso, esses fogões foram considerados inseguros e eliminados do teste. 

fogao-teste-proteste

Além dessas duas marcas também o Consul Erva Doce e Electrolux foram considerados ruins na segurança térmica. Eles apresentam altas temperaturas em partes nas quais o usuário pode encostar.  Há risco de se queimar ao encostar na parte frontal e lateral ou na tampa de vidro do fogão, dependendo da marca. 

Só não houve produtos eliminados nessa etapa porque, por enquanto, os níveis medidos estão dentro do que a legislação brasileira permite – o regulamento já foi modificado para se equiparar aos padrões internacionais, bem menos permissivos, mas os fabricantes têm até 2016 para se adaptar. Só Atlas, Brastemp, Continental e Dako seguem os padrões adequados, de acordo com a norma europeia. 

Problema comum a praticamente todos é a disparidade entre a temperatura indicada e a encontrada dentro do forno. Há grande discrepância entre a temperatura indicada e a real – seja para mais ou para menos. Ou seja, há dificuldade para assar por igual. O melhor nesse item foi o fogão Atlas.

Fornos não assam bem ou uniformemente

Para avaliar a distribuição de calor dentro do forno, foram preparados bolo, torradas e frango. O forno do Electrolux foi o que assou melhor o bolo, em apenas 24 minutos. O pior foi o Consul. O bolo não cresceu e ficou meio cru por dentro, mesmo após 45 minutos. 

Para as torradas, o Electrolux se sobressaiu de novo. O pior foi o Continental, que concentrou grande parte do calor no meio do forno, queimando um pouco das torradas. E enquanto o Brastemp preparou o frango muito bem, o Dako foi o que assou menos uniformemente.  Com relação à segurança elétrica, não foram detectados riscos ao consumidor. 

As marcar avaliadas no teste de fogão foram: 

  • Atlas Mônaco Glass.
  • Brastemp Clean Timer.
  • Electrolux 50SB.
  • Dako Supreme S.
  • Continental Calore.
  • Consul Erva Doce.
  • Esmaltec Ibiza Vitro.
  • XMuller Sorella.

No conceito geral, o Atlas, o melhor do teste, é também o mais barato e, portanto, a escolha certa. Se você optar por ele, em vez do Brastemp (o mais caro entre os testados), pode economizar R$ 615.

teste-fogao-proteste

Imprimir Enviar a um amigo