Notícia

Fogões exigem atenção e cuidados frequentes

23 agosto 2012

23 agosto 2012

Antes de adquirir esse item indispensável para sua casa, avalie quais as marcas oferecem segurança e instruções completas de uso.

Se você pretende comprar um fogão novo, deve pensar bem antes de escolher o modelo e o tipo de gás que utiliza. Testamos seis marcas, de cinco bocas, fabricadas para usar botijão – conhecido como gás liquefeito de petróleo (GLP) –, e três foram eliminadas por produzirem monóxido de carbono além do limite seguro. Ao se converter para GN o resultado piorou, já que além dessas três marcas, mais um produto apresentou o mesmo problema.

Vale ressaltar que, como os fogões não são fabricados originalmente em GN, tivemos que converter os modelos GLP para esse tipo de gás, assim como muitos consumidores precisam fazer. E, como nós somos contra a conversão, decidimos não publicar os resultados de desempenho dos testes feitos após esse processo.

Nosso teste começou com os manuais de instruções dos produtos. Verificamos orientações de segurança, limpeza e uso, além da qualidade e clareza das figuras em relação às informações a que se referem. Os melhores manuais são os dos fogões Brastemp e Bosch. O pior é o da marca Esmaltec, que poderia ser mais completo quanto a instruções de segurança.

Em geral, os fogões testados foram bem avaliados quanto à limpeza interna, visualização do forno e operação dos manípulos (o botão que você gira para controlar os queimadores). O fogão da Brastemp se destacou pela facilidade para se retirar alimentos do forno. As duas grades saem parcialmente quando a porta é aberta. O pior nesse item foi o Dako, que obriga a se colocar a mão dentro do forno para retirar o alimento. 


Imprimir Enviar a um amigo