Notícia

Câmeras digitais: descubra o clique certo

13 junho 2012

13 junho 2012

Elas continuam caras, mas nem sempre as com valor mais elevado são as melhores para você. Conheça as particularidades das máquinas fotográficas digitais compactas e semiprofissionais para fazer a melhor escolha, de acordo com suas necessidades

Câmeras digitais: descubra o clique certo para você

As câmeras compactas

São leves, pequenas e de fácil manuseio. A lente é pequena e fixa. Quase tudo é automático. Seus recursos e controles manuais são, em geral, reduzidos. O zoom óptico (função de aproximação de imagem) não costuma atingir grandes distâncias.

Em geral são mais baratas e, por isso, são ideais para fotógrafos amadores. Porém, algumas têm preço igual ou até mais elevado que as semiprofissionais.

Uma compacta deve ser a sua escolha se você quer uma câmera leve e pequena, que possa levar para qualquer lugar ou simplesmente deixar dentro da bolsa. Elas chegam a caber até mesmo dentro do bolso.

As semiprofissionais (ou híbridas)

Têm a lente fixa e de tamanho maior que as compactas. São, em geral, mais volumosas, possuem zoom óptico elevado e permitem muitos ajustes manuais. Boas câmeras desse segmento têm resultados parecidos com as profissionais.

O conhecimento em fotografia ajudar a manejar melhor uma híbrida, mas não é imprescindível, pois esse equipamento também pode ser operado em modo automático.

Ela é ideal tanto para quem quer se aventurar mais a fundo no mundo da fotografia quanto para quem não se importa com peso e tamanho e prefere ter uma câmera com mais recursos e lentes mais potentes. Atualmente, há máquinas híbridas com volume e peso comparáveis ao de algumas compactas.

A resolução das imagens

A qualidade da fotografia e a quantidade de megapixels só possuem uma relação direta até os 3MPx. A partir daí, o tamanho e a qualidade das lentes influencia muito mais. Um acréscimo de megapixels na câmera só permitirá que você imprima fotos maiores (maiores que A4), sem que haja realmente um acréscimo na qualidade da foto tirada.

Quanto mais megapixels, mais espaço a imagem ocupa no cartão de memória.

Dois tipos de zoom

O zoom óptico é o mais importante, pois ele aproxima a imagem por intermédio das lentes. Uma máquina digital compacta pode chegar a ter zoom óptico de 6x.

O zoom digital amplia a imagem utilizando recursos gráficos, não havendo, portanto, nenhum ganho real na resolução da imagem.

Memória deve ser comprada separadamente

Para poder tirar muitas fotos sem se preocupar com o espaço, é necessário comprar um cartão de memória à parte. Por isso, um fator que vai influir no preço de compra de sua câmera é o cartão de memória.

O cartão SD (Secure Digital) é o tipo mais comum e também o mais barato. Existem ainda o xD (Extreme Digital), o MMC (Multimedia Card) e o CF (Compact Flash). Os preços variam em torno de R$ 200.

O consumo de energia

Para poder tirar muitas fotos sem se preocupar com o espaço, é necessário comprar um cartão de memória à parte. Por isso, um fator que vai influir no preço de compra de sua câmera é o cartão de memória.

As câmeras digitais consomem muito mais energia que as comuns, por causa do monitor utilizado como visor. Alguns produtos funcionam com pilhas pequenas e outros com baterias.

Recomendamos que, se o seu equipamento não fornecer pilhas recarregáveis, que você as compre (em torno de R$ 25 o par). Além de economizar, você poupa o meio ambiente.

Se sua câmera funciona à bateria, ter baterias extras é uma boa idéia, mas o preço é mais alto (de R$ 110 a R$ 290).

Filmagem

Embora a qualidade das filmagens esteja aumentando nas máquinas digitais, ainda não é possível representar de forma fluida gravações que incluam muitos movimentos e cenas detalhadas.

Para obter uma melhor gravação, a câmera deve estar ajustada na melhor qualidade possível, porém a duração do filme ficará limitada, ocupando mais espaço no cartão de memória.

A visualização das gravações é melhor no computador do que na TV.


Imprimir Enviar a um amigo