Notícia

Filmadoras: fuja das enganações

19 setembro 2013

19 setembro 2013

Apesar de serem as mais portáteis, Tekpix e New Link foram as piores filmadoras do teste. Evite estas duas marcas, pois ambas apresentaram classificações negativas em praticamente todos os critérios avaliados.

Na hora de escolher a sua filmadora não se deixe enganar. Não vale a pena ter uma Tecpix.  A compra já não é uma tarefa fácil. Ela não é vendida em loja e é preciso de várias ligações para conseguir tê-la em mãos. Apesar da facilidade no uso, o áudio e o estabilizador são péssimos.

 

A imagem também deixa a desejar. Enquanto a maioria das filmadoras grava em HD ou Full HD, a Tecpix filma em SD, uma qualidade semelhante à da TV analógica. Mesmo assim ela custa R$ 1.298, quase o mesmo preço das melhores avaliadas.

Mesmo com a má qualidade, a Tecpix custa quase o mesmo que a melhor do teste

A bateria é outro fator negativo da filmadora. A média do teste foi de 1h30 de gravação – considerado fraco – porém, a Tecpix foi ainda pior: 35 minutos de duração de bateria. Gravar aquele casamento ou a festa dos filhos nem pensar.

 

A New Link não é diferente. Ela aguenta 58 minutos de gravação no máximo. Mas, a filmadora é a que custa menos entre as testadas: varia de R$ 199 a R$ 399. Porém, mesmo assim, ainda não vale a pena.

A qualidade da imagem da New Link também é ruim.

Apesar de filmar em Full HD, a qualidade da imagem da New Link também é ruim. Como a Tecpix, seja com luz natural, artificial ou pouca luz, não há cores e contrastes para sempre reproduzir o que foi realmente gravado. O mesmo acontece com o áudio. Músicas e vozes ficam diferentes das originais.

Elas também não possuem foco manual ou automático. zoom digital existe, mas não funciona bem. Ao se aproximar do objeto, a qualidade da imagem fica ainda pior. Portanto, cuidado com a sua escolha. Evite frustrações e fuja das enganações das propagandas de filmadoras.


Imprimir Enviar a um amigo