Notícia

Pesquisa divulga vírus em smartphone

22 maio 2013

22 maio 2013

Entenda como identificar links e aplicativos suspeitos para proteger seu smartphone de vírus que atacam principalmente os aparelhos com sistema operacional Android.

Uma pesquisa realizada pela empresa F-Secure Labs, focada no primeiro trimestre de 2013, informa que o número de malwares (programas desenvolvidos para executar vírus) para celulares cresceu muito em relação a sua última pesquisa no último trimestre de 2012.  E os resultados apontam que o sistema operacional Android é o grande alvo das ameaças.

O número de novas famílias e variantes cresceu 49% em relação ao último trimestre e dos 149 malwares encontrados, 136 desses afetam o Android, ou seja, 91,3% e os outros 13 incidentes foram para o sistema operacional Symbian, utilizados em celulares da Nokia, Ericsson e Motorola. Esses números são ameaçadores porque mais que dobraram em 1 ano.

Nesta pesquisa também foi apontada a primeira ameaça para Android distribuída por e-mail e não por aplicativo. Esta ameaça foi direcionada a um grupo específico de pessoas sendo o primeiro esquema de fraude para Android.

Veja no gráfico abaixo o número de novas famílias e variantes:

virus-smartphone

A boa notícia é que usuários do iOS (iPhone), BlackBerry e Windows Mobile podem ficar mais tranquilos porque nenhum dos vírus afetou os sistemas operacionais destes smarthphones.

Porém tranquilidade não pode ser confundida com relaxamento, pois até quem possui o sistema operacional criado por Steve Jobs pode ser alvo de spams que direcionam para sites com malwares que vão explorar falhas no sistema. E até o Android está prejudicado, pois a Apple pode lançar pequenas atualizações para consertar pequenas falhas, enquanto o Google tem dificuldade para atualizar o Android de todos os consumidores por conta das inúmeras versões de diferentes aparelhos em que funciona o sistema operacional.

O grande alvo desses programas maliciosos são as pessoas leigas em tecnologia, pois alguém com mais experiência consegue facilmente identificar links e aplicativos suspeitos. E com a popularização dos smartphones este grupo cada vez cresce mais, principalmente entre os aparelhos mais baratos que funcionam com o sistema operacional Android.

 


Imprimir Enviar a um amigo