Notícia

Pokémon GO: saiba quais riscos de segurança estão ligados ao jogo

08 agosto 2016
Pokemon

08 agosto 2016
Entenda como funciona e quais cuidados você deve ter ao fornecer permissões ao instalar jogo. Além de se prevenir de contratempos na hora de jogar, saiba como se proteger para evitar problemas com vírus.

Pokémon GO saiba quais riscos de segurança estão ligados ao jogo

A febre do momento é o Pokémon GO. Feito pela Niantic e a Nintendo, o jogo disponibiliza os primeiros mais de 150 Pokémon para serem capturados “no mundo real”e foi oficialmente lançado no Brasil na última quarta-feira (03). 

O jogo é considerado um grande sucesso pelo mundo todo e tem despertando o interesse de uma legião de fãs saudosistas. Até mesmo uma geração mais recente que, mesmo não sendo da época em que o desenho atingiu o auge nas telinhas, está igualmente enlouquecida para capturar os monstrinhos. Porém, ao jogar, é preciso ter certa cautela em algumas situações.

PokemonGO

Cuidados ao jogar Pokémon GO


Apesar de toda a expectativa em torno do lançamento de Pokémon Go no Brasil, nem tudo são flores. Por isso, reunimos algumas dicas e informações úteis para prevenir qualquer transtorno antes de começar a jogar:

  • Consumo de memória: o jogo possui 58 MB no Android e 110 MB no iOS. Portanto, ao instalar é preciso ter o espaço correspondente disponível na memória do seu aparelho;
  • Vírus são ameaça: Oficialmente o aplicativo já está disponível na App Store e Play Store no Brasil. Porém, houve relatos de que algumas versões de apps não oficiais ofereciam riscos de deletar arquivos e fotos, vazar informações pessoais ou deixar o smartphone lento. Portanto, se você instalou alguma versão alternativa antes do lançamento, desinstale e instale o oficial pela loja do seu aparelho. Além disso, é importante rodar um antivírus para identificar possíveis ameaças;
  • Consumo de internet: o jogo utiliza a internet a todo o momento, e isso pode gerar um consumo elevado do seu pacote de dados;
  • Bateria: O consumo intensivo do GPS somado à tela ligada e o gasto com o processamento do jogo é uma tríade que pode fazer a sua bateria durar bem menos que o de costume;
  • Segurança de dados: ao fazer a instalação pelo Android, o jogo pede uma grande quantidade de permissões e você só deve instalar, caso esteja de acordo com todas. São elas: permissão para compras no app; localizar contas do dispositivo; encontrar dados de contatos; identificação de localização por GPS ou por base na rede; alteração ou exclusão de fotos mídias e arquivos; alteração e exclusão de conteúdos de armazenamento USB; leitura de conteúdo em armazenamento USB; tirar fotos e gravar vídeos; controlar a vibração do aparelho; receber dados da internet; parear com dispositivos Bluetooth; acesso total á rede; usar contas do dispositivo; ver conexões de rede e impedir modo de suspensão do dispositivo. 
  • Riscos a integridade física: caminhar por aí vidrado na tela do celular e sem prestar atenção por onde anda, pode acabar gerando uma queda ou acidente. Além disso, estar com o smartphone exposto pode chamar a atenção de ladrões, o que também põe a sua segurança em risco. Sendo assim, é recomendável sempre parar ao olhar para a tela, ou evitar fazer isso enquanto estiver andando; 
  • Micro transações: o download do jogo é gratuito, mas existem itens nele que podem ser comprados. Sendo assim, para evitar surpresas desagradáveis na fatura do cartão de crédito, tome cuidado para não comprar algum item sem querer. Principalmente se for deixar o celular na mão de alguma criança com a senha de compra desbloqueada. 
  


Entenda como funciona o jogo

Ao jogar Pokémon GO, o usuário interage com um mapa parecido com o do Google Maps, se localiza e procura Pokémon por meio dele. Conforme o deslocamento, o app vibra para notificar sobre a presença de monstrinhos pelo caminho. 

Ao tocar a tela do smartphone é possível visualizar o Pokemón no mesmo local onde você está, pois o jogo utiliza a câmera do próprio aparelho para projetar no ambiente uma imagem que se assemelha muito a “realidade virtual”. Para capturar o monstrinho, basta utilizar uma Pokebola. 

Daí por diante, além de tentar pegar todos os mais de 150 Pokémon, ao atingir o nível 5 do jogo, é possível participar de batalhas com outros usuários e dominar os diversos ginásios espalhados pela cidade. Além dos campos de batalhas e centros de treinamento, existem pontos específicos onde é possível coletar itens e Pokebolas. Esses locais geralmente são ambientes conhecidos, como museus, estátuas, pinturas, entre outros pontos espalhadas pela cidade. 


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo