Notícia

PROTESTE defende liberdade de uso de aplicativos de voz em evento da ONU

10 novembro 2015

10 novembro 2015

Em evento, PROTESTE destaca mobilização a favor do uso de aplicativos como o Whatsapp e ressalta que o bloqueio de aplicativos de voz fere direitos garantidos pelo Marco Civil da Internet.


A PROTESTE em sua participação na 10ª edição do Fórum de Governança da Internet (IGF 2015), promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), em João Pessoa (PB), até sexta-feira (13), destacará a mobilização que vem fazendo contra a tentativa das operadoras de impedir o uso de aplicativos de mensagem de voz, como o Whatsapp e outros como Skype, Viber, Messenger do Facebook.


Bloqueio fere garantias de neutralidade

O bloqueio desses serviços desrespeita as garantias de neutralidade garantida pelo Marco Civil da Internet e prestação adequada do serviço, em prejuízo de milhões de consumidores. 

É preciso se mobilizar e por isso a PROTESTE criou a campanha "Não Calem o Whatsapp", que já conta com mais de 20 mil assinaturas em defesa do aplicativo. Assine também o abaixo-assinado e não deixe que interesses comerciais das operadoras restrinjam seu direito de uso do aplicativo. 


Estamos pedindo investigação à 3ª Câmara de Consumidor e Ordem Econômica da Procuradoria Geral da República por práticas comerciais das operadoras contra o Marco Civil da Internet

Entre nesta luta com a PROTESTE para garantir que seus direitos sejam respeitados. Divulgue e compartilhe com seus amigos e faça com que nossa voz seja ainda mais forte para vencer essa causa. 


Recursos do Whatsapp diferem de telefonia 



Mesmo utilizando o número de celular do usuário, o serviço de voz do Whatsapp é oferecido por meio da Internet, não se trata de uma ligação tradicional, e se dá por meio de pacote de dados, que é diferente de uma ligação da telefonia. 

A PROTESTE defende que haja mínima interferência na dinâmica de desenvolvimento de aplicações e conteúdos na internet, para se garantir a liberdade de expressão, o livre fluxo de informações, a garantia do menor custo para cidadãos e consumidores, assim como a inovação e a garantia de ambiente concorrencial para estes mercados. 


Evento mundial ocorre pela segunda vez no Brasil 



A edição 2015 do IGF, que teve início nesta segunda (9), tem como tema “Evolução da Governança da Internet: empoderando o desenvolvimento sustentável”. Até sexta-feira (13) serão realizadas várias atividades com oito temáticas: Cibersegurança e confiança; Economia da Internet; Inclusão e diversidade; Abertura de acesso; Reforçando a cooperação multissetorial; Internet e os Direitos Humanos; Recursos críticos da Internet e Questões emergentes.

O Fórum foi criado pela ONU no ano de 2006, pelo então secretário-geral, Kofi Annan, e é realizado anualmente em vários países. Esta será a primeira vez que a região Nordeste receberá o evento. A primeira vez que o Brasil sediou o IGF foi em 2007, na cidade do Rio de Janeiro. O último evento aconteceu na Turquia.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo