Notícia

Samsung adia conserto e lesa consumidor

09 junho 2008

09 junho 2008

Empresa criou sistema ineficiente junto às assistências técnicas que ao invés de agilizar o reparo de defeitos, exige até a demanda judicial para solução.

A PROTESTE Associação de consumidores tem constatado que os consumidores com produtos da marca Samsung que apresentam defeitos estão com dificuldades para sanar rapidamente os problemas nas assistências técnicas autorizadas.

A empresa criou um procedimento que ao invés de agilizar o conserto tem adiado a solução, e aumentado as demandas judiciais para obtenção dos direitos. Os problemas tem ocorrido com eletroeletrônicos, como monitores LCD e aparelhos de celular, por exemplo. O Código de Defesa do Consumidor deve ser respeitado, adverte a PROTESTE.

A empresa criou um sistema para as trocas de produtos viciados ou restituição do valor pago por meio da entrega do produto na assistência técnica autorizada e o preenchimento de uma Confirmação de Entrega de Produtos e Acessórios (Cepa).

A assistência técnica autorizada fica com a responsabilidade de enviar esse documento e o aparelho para a fábrica e, após o recebimento do documento, o consumidor poderia receber o produto novo ou a restituição do valor pago.

No entanto, os consumidores relatam que, mesmo preenchendo a Cepa, não conseguem ter os pedidos atendidos, pois a empresa alega o não recebimento do documento ou o seu preenchimento incompleto ou incorreto, pela própria assistência técnica. Há situações que a assistência técnica também demora muito para enviar a documentação à fabricante, prejudicando ainda mais o consumidor. Desse modo, ele precisa voltar diversas vezes na assistência técnica, mesmo que o erro não tenha sido dele.

Mesmo com a intermediação da PROTESTE para agilizar a solução de casos de associados da entidade, a Samsung segue insistindo que o consumidor preencha novas Cepas, o que os leva a perderem a paciência com a solução extrajudicial e procurarem o Juizado Especial Cível por conta própria.

Como agir

Diante disso, a PROTESTE orienta quem não está conseguindo resolver os problemas com produtos da empresa a  fazer o seguinte:

  1. Enviar carta com Aviso de Recebimento dos Correios para a Samsung no endereço: Avenida das Nações Unidas, 12901, 8º andar, Brooklin São Paulo-SP CEP: 04578-000, expondo o problema e solicitando uma solução imediata para o caso.
  2. Entrar em contato com a loja em que comprou o produto, com a nota fiscal em mãos, pois a responsabilidade entre os fornecedores é solidária. Caso haja algum problema, também enviar carta com Aviso de Recebimento dos Correios à loja, exigindo a solução.
  3. Dar prazo máximo de 30 dias para resolver. Transcorrido esse período, o consumidor pode exigir a troca do produto ou a restituição da quantia paga.
  4. Caso não tenha êxito, o consumidor deve procurar um órgão de defesa do consumidor, como a PROTESTE, no caso dos associados.
  5. Se preferir, pode ingressar diretamente no Juizado Especial Cível, para pedir até 20 salários mínimos sem precisar de advogado. Para produtos com valor de até 40 salários mínimos é preciso se fazer representar por advogado.

Imprimir Enviar a um amigo