Notícia

WhatsApp se prepara contra possível bloqueio de operadoras

06 outubro 2015

06 outubro 2015

Frases divulgadas recentemente mostram que o aplicativo estaria se organizando para possível restrição das operadoras. Participe da petição online criada pela PROTESTE e ajude a reverter esse cenário garantindo os seus direitos.


Na última semana, foi divulgada na internet uma preparação do Whatsapp para a possibilidade de enfrentar o bloqueio do aplicativo pelas operadoras de telefonia. O objetivo das teles é impedir que o usuário continue fazendo chamadas de voz pelo aplicativo, utilizando o pacote de dados de internet


 
Ao que consta até o momento, o primeiro país a sofrer com a pressão para o bloqueio seria a Itália. Através de um conteúdo que circula na internet, a desenvolvedora do Whatsapp revelou algumas frases em italiano, que de acordo com o significado, seria uma preparação do aplicativo contra um provável bloqueio por parte das operadoras. 

As frases divulgadas tratam justamente de um alerta aos usuários sobre a ação de operadoras para limitar serviços do aplicativo, que até então eram oferecidos normalmente. Confira os avisos abaixo:
 

  • Não foi possível efetuar a ligação pois sua operadora restringe ligações pelo WhatsApp. Tente se conectar ao Wi-Fi e ligue novamente.
  • Não foi possível efetuar chamada porque seu celular está conectado a uma rede que não permite ligações pelo WhatsApp. Conecte-se a outra rede ou desligue o Wi-Fi.
  • Seu plano de telefonia não permite realizar chamadas pelo WhatsApp. Tente mudar para outra operadora, ou se conectar a uma rede Wi-Fi.
  • Sua rede WiFi impede a realização de chamadas pelo WhatsApp. Tente trocar de rede ou desligar seu WiFi e use seu plano de dados móveis.
  • Operadora de celular ou rede WiFi não permite a realização de chamadas pelo WhatsApp.
 

No Brasil, as operadoras também já se posicionaram e são declaradamente contrárias a função de chamadas por voz em aplicativos como o Whatsapp. A Vivo já reclamou abertamente do WhatsApp, tendo classificado-o como uma “operadora pirata” pelo seu presidente, Amos Genish. 


Não podemos deixar que o interesse comercial das operadoras nos restrinjam o uso do aplicativo. Entre nesta luta com a PROTESTE para garantir e assegurar que todos os nossos direitos sejam respeitados. A petição online já conta quase 20 mil assinaturas. Assine, compartilhe com seus amigos e faça com que nossa voz seja ainda mais forte para vencer essa causa:
 

 
As práticas comerciais das teles são questionadas por violarem direitos garantidos pelo Marco Civil da Internet. Por isso, a PROTESTE solicita investigação à 3ª Câmara de Consumidor e Ordem Econômica da Procuradoria Geral da República para evitar que consumidores sejam prejudicados com a tentativa de bloqueio do serviço de voz em aplicativos.



Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo