Notícia

Impressoras que valem por três

13 junho 2014

13 junho 2014

Testamos e comprovamos novamente: as multifuncionais cumprem bem suas funções de imprimir, escanear e digitalizar documentos.

Levamos seis modelos de multifuncionais para o laboratório para testar diversos aspectos e comprovamos que eles cumprem bem seu papel de imprimir, digitalizar e copiar.

É bem verdade que, em alguns aspectos, algumas têm melhor desempenho que outras, mas nada tão grave que faça você desistir da compra. A Epson L210, por exemplo, foi considerada regular nas impressões de documentos em preto e branco, porque ficaram mais claras do que as demais.

Quanto à impressão de fotos, todas se saíram bem quanto ao contraste, à clareza e às cores. Portanto, teoricamente, você pode imprimir suas fotografias em casa sem problemas. O único “porém” será o custo que terá, em função do consumo de tinta e do papel fotográfico.

Vimos ainda que a digitalização de uma página de revista foi bem feita em todas as amostras. No entanto, o tempo para executar essa tarefa variou muito, fazendo a nota de alguns modelos caírem um pouco. As da Epson (Expression XP-214 e L210), por exemplo, levaram dois minutos para completar o serviço, o que consideramos muito tempo.

Qualidade superior em cópias coloridas

Em relação à cópia monocromática, Canon Pixma MP 230 e Epson L210 foram as piores, já que o resultado ficou um pouco apagado. Mas, para cópias de imagens coloridas, a qualidade é superior em todos os modelos, ainda que leve o dobro de tempo para ficar pronta.

Quanto à versatilidade, notamos que todas se conectam ao computador por meio de um cabo USB e via Wi-Fi.

Outro ponto que você deve ter em mente é o consumo do cartucho desse tipo de impressora. Para tentar economizar tinta, o melhor é imprimir em uma quantidade grande de uma só vez. Isso porque, quando você liga e desliga o aparelho, o cabeçote acaba usando tinta num processo automático de limpeza e manutenção. 



Imprimir Enviar a um amigo