Notícia

Netbooks: tamanho é documento

12 junho 2012

12 junho 2012

Além de caros, não são indicados para uso constante.

 

As tarefas de escritório são as que os netbooks desempenham com freqüência, e para estas não há diferença de desempenho entre os modelos testados, já que todos trazem configurações bem parecidas. Entretanto, a praticidade tem um preço: além do alto valor, os netbooks são indicados apenas para uso esporádico.

Tela reduzida - os netbooks não costumam ter telas maiores do que 10,1", ou quase 26 cm de diagonal.

Configuração enxuta - O tamanho compacto e peso reduzido deixam os netbooks bem “básicos”, sem leitor de CD ou DVD, com menos memória que os laptops e processadores mais lentos.

Sem mudanças de sistema operacional - não é possível mudar em algumas marcas.

Pouca versatilidade Apesar de todos trazerem as mesmas quantidades de entradas USB e conexões, nem toods os aparelhos compartilham arquivos via Bluetooth com outros aparelhos com a mesma tecnologia.

Conexão lenta – você pode encontrar problemas de conectividade Wi-Fi em alguns modelos, que têm dificuldade, por exemplo, com obstáculos de concreto.

Conforto zero - devido à tela reduzida e ergonomia, não é recomendável substituir seu PC por um netbook – ou ter o netbook como única opção de computador.

Nada de jogos – em geral, os netbooks não possuem capacidade gráfica para a instalação de jogos.

Gráficos limitados - os recursos gráficos são suficientes para navegar na internet e rodar programas básicos. Programas de edição de imagens, que exigem muita memória, não funcionam bem nos netbooks.

Preço salgado – os preços variam entre R$ 999 e R$ 1.699, bem acima do valor encontrado em outros países.


Imprimir Enviar a um amigo