Notícia

Notebooks: melhores e mais baratos

02 janeiro 2013

02 janeiro 2013

Antes pouco acessíveis, laptops agora têm preço atraente e configurações boas, levando cada vez mais pessoas a deixarem de lado os desktops.

Até não muito tempo atrás, os notebooks eram um sonho de consumo para os poucos que pagavam a mais por essa cara mobilidade, pois esses computadores custavam muito mais e tinham configurações inferiores às dos desktops tradicionais.

Mas com o crescimento da Internet e dos bens de informática, além do maior poder aquisitivo dos brasileiros, esses aparelhos estão sendo vendidos com preços acessíveis e com configurações parecidas às dos bons e velhos computadores de mesa.

Por isso, para indicar a você a melhor opção disponível no mercado brasileiro, nós levamos modelos de oito grandes marcas ao laboratório para testarmos uma série de aspectos, como desempenho, facilidade de uso e autonomia da bateria, entre vários outros.

Notebooks não são aptos para rodarem games com gráficos pesados:

Descobrimos, por exemplo, que apesar de o modelo da Apple, o MacBook Pro, ser incontestavelmente superior no processamento de gráficos e de imagens, nenhum dos notebooks testados tem configuração robusta o suficiente para rodar jogos com gráficos pesados ou em 3D.

Com exceção do modelo da Apple, baterias duram muito pouco

Outra constatação que nos chamou a atenção: a baixa autonomia das baterias. Com exceção novamente do aparelho da Apple, a bateria dos computadores resistiu pouco mais de duas horas no teste de trabalho pesado, o que consideramos insatisfatório.


Imprimir Enviar a um amigo